Ex-zagueiro Rodrigo cutuca o Flamengo: "eles tremiam para o Vasco"

11/12/2018 às 07h28 - FUTEBOL

Aposentado dos gramados desde setembro, ex-zagueiro Rodrigo foi um dos jogadores brasileiros mais polêmicos e odiados neste século. Com passagem marcante pelo Vasco entre 2014 e 2017, o ex-defensor disputou vários clássicos contra o Flamengo e contou que na época a sua equipe entrava em campo muito motivada contra o arquirrival, que segundo ele “tremia”.

 

“A gente sabia que não perdia. Quando entrava no vestiário a gente falava: ‘Não perde’. Nós sabíamos como eles eram, um começo, um meio e um fim. No começo eles pressionam, no meio eles tremiam, no fim a gente ganhava. Era assim e nós falávamos isso no vestiário: ‘Galera, tranquilo, vamos ganhar’. Eles tremiam, a gente ganhava tudo deles”,disse Rodrigo, em entrevista ao canal ‘Pilhado’, do jornalista Thiago Asmar, no Youtube.

Rodrigo foi questionado sobre o episódio onde o zagueiro flamenguista Wallace entrou em campo para disputar o clássico contra o Vasco, pelo Campeonato Carioca de 2016, e fincou a bandeira rubro-negra no gramado da Arena Amazônia. O ex-vascaíno destacou que aquilo trouxe ainda mais confiança para o time, que momentos depois viria ser campeão.

 

“Foi na Arena Pantanal (na verdade Arena Amazônia). A gente estava já em fileira, esperando pra entrar, quando o Wallace passou correndo com o time e fez aquilo da bandeira. Eu, na época era o capitão, nem precisei falar nada. Olhei para os ‘caras’ (companheiros de equipe) e todos estavam balançando a cabeça e eu sabia que não precisa falar mais nada. Ganhamos o jogo ali, incentivou a gente. Até hoje os vascaínos lembram disso”, disparou Rodrigo.

O ex-zagueiro relembrou problemas com Fred, na época atacante do Fluminense, e Guerrero, atacante, do Flamengo.

“O que caía mais na pilha era o Fred. Se você puxar alguns jogos meus, o Fred quando acaba o jogo, ele ainda fala e continua pilhado. Com o Guerrero acabou dentro de campo. O que ficou, ficou. Já encontrei o Guerrero fora do gramado e ele ficou de boa e tranquilo”, explicou.

 

Fonte: Torcedores.com