Confira o motivo do desligamento de Thiago Galhardo do Vasco

07/04/2019 às 21h07 - CLUBE

Thiago Galhardo não faz mais parte do elenco do Vasco. O clube comunicou na noite deste domingo o desligamento do atleta. 

"Por decisão da diretoria do Club de Regatas Vasco da Gama, o atleta Thiago Galhardo não faz mais parte dos planos do clube", informou o clube por meio de uma nota oficial. 

A dispensa ocorreu após a vitória sobre o Bangu, por 2 a 1, que classificou o Vasco para a decisão do Estadual. O meia sequer fora relacionado para a partida. Na coletiva de imprensa, o técnico Alberto Valentim afirmou apenas que a barração não foi por razões técnicas. Segundo o treinador, este caso seria resolvido internamente. 

- Foi por outro motivo. E eu encerro o assunto aqui - disse o técnico. 

O motivo foi a descoberta de que Galhardo vazava informações internas para jornalistas. A gota d'água foi a exposição da reunião do elenco com o diretor de futebol Alexandre Faria para falar do atraso salarial, ocorrida na última sexta-feira. 

Com isso, a partida contra o Bangu ficou marcada não pela vitória. Mas pelos fatos que ocorreram após o apito final. Jogadores, comissão técnica e diretoria (inclusive o presidente Alexandre Campello) passaram mais de uma hora e trinta minutos reunidos no vestiário do Maracanã. 

Após a reunião, o presidente vascaíno deixou o local sem falar copm a imprensa. Já os jogadores se reuniram na sala de coletiva para um posicionamento feito pelo capitão Leandro Castan. O zagueiro reclamou justamente do vazamento das informações sobre a a conversa do último fim de semana com a diretoria. 

- Houve uma reunião sexta-feira no CT, e acabou vazando uma informação de que quatro jogadores cobraram o diretor que lá estava. Incomodou muita gente e não é verdade. Eu foi um dos jogadores que falou (na reunião). Estávamos resolvendo tudo internamente. Todos aqui respeitam muito a Instituição. Inclusive, todos aqui se concentraram para o jogo. Quero deixar claro isso. Estamos aqui para defender esses jogadores - disse Castan. 

Ex-titular (perdeu a vaga para Bruno César), o meia, de 29 anos fez dois gols em 14 jogos em 2019. O primeiro foi na estreia no ano: 1 a 0 no Madureira. O segundo, nos 3 a 2 sobre o Avaí, pela Copa do Brasil. O Vasco ainda não se pronunciou sobre como tratará com ele da rescisão contratual. 

Fonte: Extra Online