Imprensa analisa derrota do Vasco diante do Cruzeiro

03/05/2018 às 08h29 - IMPRENSA

Em pleno São Januário, o Vasco deu adeus a pouca chance que ainda tinha de conseguir a classificação para a próxima fase da Libertadores. Foi uma derrota amarga para o Cruzeiro por 4 x 0, nesta quarta-feira, em jogo disputado pela quinta rodada da fase de grupos. A eliminação foi destaque na imprensa. Veja a repercussão abaixo.

Uol Esporte

O site lembra que o Vasco tinha a obrigação de derrotar o Cruzeiro, “mas não chegou nem perto disso e saiu de São Januário com uma goleada por 4 a 0”. Alvo de constantes críticas, a defesa vascaína foi alvo da publicação.

“O Vasco começou o jogo em cima, ameaçando a meta celeste logo no primeiro minuto, mas levou seu primeiro golpe ainda antes do décimo minuto. A defesa cochilou no cruzamento a meia altura e Léo, em posição duvidosa, abriu o placar para o Cruzeiro, até então tímido em campo. Nervoso após o gol, o time pouco conseguiu fazer em campo, atacando com mais vontade que organização. Em nova cochilada, levou o segundo gol e o terceiro logo em seguida, deixando seus totalmente apáticos e desestruturados”, avaliou o site.

GloboEsporte.com

O portal destacou que essa foi a pior derrota do Vasco em casa em uma Libertadores. O site ainda lembra que: “o Vasco é o primeiro time brasileiro a perder três jogos por quatro ou mais gols em uma só edição de Libertadores. Pelo continente, outros cinco também conseguiram o feito bastante desagradável”.

Juca Kfouri

“Na verdade, o Vasco só está no torneio continental porque hoje é mais fácil disputá-lo do que ficar fora dele”, escreveu.

Mauro Cezar Pereira

Jorge Wilstermann 4-0
Racing 4-0
Cruzeiro 4-0 (11 minutos do 2º tempo)
Ok, o elenco do Vasco é fraco, mas não justifica isso. Não mesmo. Um desastre, uma humilhação. Cabe ao presidente @ascampello se posicionar. Se herdou o caos estabelecido, não poupe os responsáveis. O fará?

— Mauro Cezar (@maurocezar) May 3, 2018

Lucas Pedrosa

Desastroso. Vasco não jogou. Só assistiu e deu espaços para um Cruzeiro que veio com sangue nos olhos. Cirúrgico e com jogadores extremamente decisivos, como Thiago Neves. Futebol é futebol. Mas, pelo apresentado até aqui, difícil imaginar outro resultado.

— Lucas Pedrosa (@lucaspedrosaEI) May 3, 2018

André Gallindo

Esses caras não tem memória?

São Januário foi interditado no ano passado. Foram 6 jogos de portões fechados.

— André Gallindo (@andregallindo) May 3, 2018

Humberto Peron

OK a campanha do Vasco na fase de grupos é terrível. Mas, pensando bem, não dava para exigir muito mais desse time – que perdeu (e deu) vários jogadores no início do ano -, principalmente pelos times da chave. Ninguém se lembra o sufoco que foi para chegar a fase de grupos?

— Humberto Peron (@humbertoperon) May 3, 2018

Rodrigo Mattos

O desempenho da defesa vascaína nesta Libertadores é uma piada. Dá um monte de espaços nas laterais, zagueiros ficam olhando no meio, volantes mal posicionados. E foi o setor q levou o time à vaga em 2017

— Rodrigo Mattos (@_rodrigomattos_) May 3, 2018

FICHA TÉCNICA
VASCO DA GAMA 0 X 4 CRUZEIRO
Copa Libertadores 2018- Fase de grupos- 5ª rodada

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 02/05/2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (BRA)
Assistentes: Danilo Manis (BRA) e Bruno Pires (BRA)
Cartão Amarelo: Henrique (Cruzeiro); Henrique (Vasco)
Gols: Léo, Cruzeiro (10′ do 1º tempo); Thiago Neves, Cruzeiro (24′ do 1º tempo); Sassá, Cruzeiro (32′ do 1º tempo); Sassá, Cruzeiro (10′ do 2ª tempo).

VASCO DA GAMA: Martín Silva, Yago Pikachu, Paulão, Werley e Henrique; Bruno Silva, Wellington, Thiago Galhardo (Kelvin) e Evander; Rildo (Paulo Vitor) e Andrés Ríos. Treinador: Zé Ricardo.

CRUZEIRO: Fábio, Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique (Bruno Silva), Lucas Silva, Rafinha, Thiago Neves (Mancuello) e Arrascaeta; Sassá (Raniel). Treinador: Mano Menezes

Fonte: Torcedores.com

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario