Especulações e Saídas clique aqui

Opinião: Vasco tem um presente muito ruim e um futuro de grandes incertezas

25/01/2006 às 19h21 - POLÍTICA

Afinal de contas a quem pertence os clubes de futebol - especialmente, aqueles com grande apelo popular?

A resposta a tal pergunta é muito simples: A princípio, os clubes de futebol pertencem aos sócios, em suas diversas categorias (beneméritos, contribuintes, remidos, atletas, etc.etc); a esses \"donos\" juntam-se os torcedores, sem distinção de classe social; e, finalmente, pertencem à sociedade brasileira como um todo, já que o futebol, no Brasil, se constitui em um dos mais preciosos patrimônios públicos.

Ora, os dirigentes dos clubes de futebol, na grande maioria dos casos, têm ignorado tamanho compromisso com a sociedade brasileira, adotando processos obscuros, práticas duvidosas e consagrando um \"modelo de administração\", decididamente, ruinoso para os clubes.

A exemplo, cabe recordar duas lamentáveis situações, ocorridas com dois dos mais populares clubes do país - Flamengo e Vasco; oportunidades em que os dirigentes desses clubes tiveram em mãos milhões de dólares, propiciados, respectivamente, pela ISL e pelo BANK OF AMERICA e não foram capazes de produzir qualquer benefício para os clubes.

Pelo contrário, Flamengo e Vasco se enfraqueceram em todos os esportes, as dívidas aumentaram, processos contra esses clubes grassam em todas as áreas da justiça e, por fim e principalmente, as equipes de futebol tornaram-se verdadeiras caricaturas - ofensas às tradições centenárias de ambos os clubes.

QUEM GANHOU ?
QUEM FOI BENEFICIADO ?

Certamente, os beneficiados não foram os legítimos donos - perderam (e continuam perdendo) os sócios, os torcedores e, em especial, a sociedade brasileira.

Disso extrai-se uma óbvia conclusão - o CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA depara-se com um presente muito ruim, vislumbrando-se um futuro de grandes incertezas.

O acompanhamento e a fiscalização daquilo que se passa, realmente, no Vasco da Gama, devem ser tarefas de caráter permanente dos legítimos donos, amparados, quando o caso, pelas ações da JUSTIÇA e do MINISTÉRIO PÚBLICO, pois, em síntese, o VASCO DA GAMA é patrimônio inegável da sociedade brasileira !

O MOVIMENTO UNIDO VASCAÍNO (MUV) representa, verdadeiramente, todos aqueles que desejam um VASCO DA GAMA grande e forte, que responda sempre às aspirações desse imenso contingente de apaixonados.

*José Hamilton Mandarino é economista (formado pela antiga Universidade do Estado da Guanabara), empresário e vascaíno de nascença!

Fonte: Assessoria de Imprensa do MUV