Os 5 desafios que Jorginho terá no Vasco

06/06/2018 às 08h20 - FUTEBOL

O Vasco oficializou na noite de terça-feira a contratação do técnico Jorginho, que iniciará a sua segunda passagem pela Colina. Na primeira, entre 2015 e 2016, o ex-lateral dirigiu a equipe em 87 jogos, com 43 vitórias, 24 empates e 19 derrotas. Ele foi o comandante na conquista do Campeonato Carioca invicto de 2016.

Jorginho retorna ao Vasco, que vive momento complicado. Dentro de campo, a equipe alterna bons e maus momentos. Fora dele, o clube patina, com uma das maiores crises políticas e financeiras de sua história.

Veja abaixo os desafios que Jorginho terá em sua volta ao Cruzmaltino:

1 – Arrumar a defesa

Até o torcedor que não é fanático pelo Vasco sabe que dentro de campo o principal problema da equipe é a defesa. Dos 20 clubes da elite, o Cruzmaltino é o segundo mais vazado na temporada (52 gols em 34 jogos), porém, é dono da maior média: 1,53 por partida, segundo o Futdados. Em cinco meses do ano, Zé usou diversos jogadores, mas não conseguiu encontrar a dupla de zaga ideal.

2 – Superar os problemas médicos do elenco

Na reta final de sua passagem, o técnico Zé Ricardo perdeu vários atletas por lesões. No momento mais crítico, ele não pôde contar com o zagueiro Breno, o lateral-direito Rafael Galhardo, o volante Bruno Silva, os meias Giovanni Augusto e Thiago Galhardo, e os atacantes Kelvin, Rildo e Paulinho. Desses, apenas Giovanni Augusto está recuperado e voltou a ser relacionado no último final de semana.

Jorginho só terá Bruno Silva e Kelvin após a parada da Copa do Mundo. Em recuperação de cirurgia no ombro esquerdo, Rildo só deve voltar a atuar no final do ano. Paulinho se transferirá ao Bayer Leverkusen em julho e não defende mais a equipe.

3 – Tornar o Vasco um time competitivo mesmo sem grandes jogadores

Sem dinheiro em caixa para grandes investimentos, a diretoria já avisou que não fará loucuras. Novos reforços devem chegar em breve, porém, na filosofia de bons e baratos, como Raul, volante recém-chegado do Ceará. Se Jorginho conseguir repetir Zé e levar a equipe à vaga na Libertadores, isso já deve ser enaltecido.

4 – Reverter enorme desvantagem na Copa do Brasil

Ainda sob o comando de Zé Ricardo, o Vasco foi derrotado pelo Bahia (3 a 0), na Fonte Nova, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, e para não amargar a eliminação na competição precisará vencer o rival por mais três gols de diferença na partida de volta, marcada para o dia 16 de julho, em São Januário. Jorginho terá muito trabalho até lá. Se a equipe conseguir a classificação terá pela frente o Palmeiras nas quartas de final.

5 – Passar da estreia na Copa Sul-Americana

Eliminado como terceiro colocado do grupo 5 da Libertadores, o Vasco recebeu um prêmio de consolação: disputar a segunda fase da Copa Sul-Americana. A estreia será contra a perigosa LDU, na altitude de Quito. O jogo de ida acontece em 25 de julho no estádio Casablanca e a volta em 9 de agosto, em São Januário. Uma classificação às oitavas de final será importante para abastecer o caixa do clube, que receberia mais 375 mil dólares (cerca de R$ 1,4 milhão). Como entrou diretamente na segunda fase, já tem 300 mil dólares garantidos (cerca de R$ 1,14 milhão).

Fonte: Torcedores.com

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario