Os problemas que Jorginho terá que resolver após a Copa do Mundo

20/06/2018 às 08h07 - FUTEBOL

O elenco do Vasco só retorna das férias na próxima segunda-feira (25), mas certamente o técnico Jorginho aproveita o tempo livre para pensar nos trabalhos para as competições do segundo semestre.

Jorginho reassumiu o Vasco uma semana antes da pausa para a disputa da Copa do Mundo e teve pouco tempo para treinar a equipe para os jogos contra Sport (vitória por 3 a 2) e Internacional (derrota por 3 a 1), ambos pelo Brasileirão.

O primeiro compromisso no pós-Copa está marcado para o dia 16 de julho, contra o Bahia, em São Januário, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. O Cruzmaltino precisa de vitória por quatro ou mais gols de diferença para se classificar.

Veja abaixo 3 problemas que o técnico Jorginho deve resolver durante a Copa:

1- Defesa

Os problemas defensivos atormentaram os torcedores durante o primeiro semestre. O Vasco tem a defesa mais vazada entre os clubes da elite: 58 gols em 37 jogos disputados. Provavelmente, logo na retomada das competições, o treinador contará com o zagueiro Breno, considerado por muitos a melhor peça do setor. Último reforço a ser contratado, o lateral-direito Lennon, emprestado pelo Guarani, estará à disposição durante a intertemporada.

2 – Ataque

Dificilmente, Jorginho contará com o atacante Andrés Ríos, vice-artilheiro da equipe na temporada, com oito gols. O argentino tem contrato de empréstimo apenas até 30 de junho e é grande a possibilidade dele voltar ao Defensa y Justicia, que só admite liberá-lo ao Vasco mediante o pagamento R$ 3,5 milhões por 50% dos direitos federativos. Além disso, os representantes do atleta pedem R$ 700 mil em luvas. Sem dinheiro para os investimentos, o clube propôs a ampliação do empréstimo até dezembro, mas os argentinos discordaram do modelo de negócio, segundo a Gazeta Press.

Por enquanto, o Vasco não anunciou nenhum reforço para o ataque, setor considerado prioritário.

Vale lembrar que Paulinho, negociado com o Bayer Leverkusen, e Riascos, que se transferiu ao Shanghai Shenhua, da China, não vestem mais a camisa cruzmaltina. O primeiro fez quatro gols na temporada, enquanto que o segundo balançou as redes três vezes.

Para piorar, Rildo, autor de três gols, se recupera de fratura no ombro e pode voltar aos gramados apenas na próxima temporada.

3 – Criação

O Vasco sofreu no primeiro semestre com a dificuldade na criação de jogadas, sobretudo contra times que vieram com proposta reativa. Para a função de armador, Jorginho conta com Giovanni Augusto, Wagner e Thiago Galhardo. Ele terá quase 20 dias de treinos para pensar em alternativas para furar retrancas.

Fonte: Torcedores.com

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario