Romário recusa pênalti arranjado

11/01/2006 às 11h41 - FUTEBOL

Romário já deixou claro que seu maior sonho é alcançar a marca dos 1.000 gols. O Vasco também quer que seu ídolo e mais importante jogador atinja a meta e, por isso, decidiu dar status de amistoso aos jogos-treinos. Ao aceitar a ajuda, Romário impôs limites, como mostrou ontem contra o Duque de Caxias, da 3ª Divisão. Na goleada de 6 a 0, Romário deixou sua marca uma vez, mas se recusou a cobrar um pênalti \"\"inventado\"\" pelo juiz arranjado.
Com o gol marcado no \"\"amistoso\"\", Romário, por suas contas, passa a ter 950 gols. Mas por outras contas, tão confiáveis quanto às do artilheiro, chegou aos 942.

Romário disputou os dois tempos e seu gol nasceu de um chute do goleiro adversário em seu corpo. A bola acabou entrando. No lance do pênalti, acabou passando a bola a Abedi, por considerá-lo inexistente. Apesar dos pedidos da torcida, o camisa 11 insistiu para que Abedi cobrasse e marcasse o quarto gol da vitória de 6 a 0. O atacante fez o terceiro gol. Alex Dias (2), Ernane e, novamente, Abedi completaram a goleada.

Fonte: JB Online