Vasco teria oferecido 1 ano de contrato, mas Guarin que quer mais

06/01/2020 às 09h50 - FUTEBOL

Fredy Guarín e Vasco querem a renovação, mas não chegaram a um acordo por alguns motivos. Entre as razões, três são mais relevantes. O Torcedores.com apurou que a primeira é referente ao tempo de contrato oferecido pelo presidente Alexandre Campello – um ano, considerado pouco pelos empresários do colombiano. O jogador deseja um vínculo por duas temporadas.

O segundo aspecto é uma dívida que o clube tem com o jogador de 33 anos. Os representantes esperam que o dirigente quite o débito para sacramentar o negócio. Sem este pagamento, o jogador fica mais distante de uma permanência na temporada 2020. A exigência dos agentes José Renato Fernandes e Marcelo Ferreira está na mesa de Campello há quase dois meses.

Mesmo com a cobrança, o caso ainda não foi solucionado. Alexandre Campello vem trabalhando nos bastidores para captar recurso para quitar a dívida salarial com elenco. Alguns dirigentes do clube procurados pela reportagem reconhecem a pendência, mas creem que o presidente será capaz de pagar os atrasados antes do início da pré-temporada marcada para a próxima quarta-feira.

O terceiro ponto são as recentes investidas de clubes da Colômbia, China, Emirados Árabes e Estados Unidos. Guarín está nos planos do técnico Abel Braga. Ele é considerado uma liderança, uma peça importante, capaz de ajudar o time a brigar por títulos neste ano. Porém, os dirigentes do Vasco tratam o assunto com cautela e não pretendem entrar em um leilão pelo jogador.

O Vasco deve procurar o colombiano ainda esta semana. O caso do atleta é tido como mais complexo e, por isso, o clube preferiu dar prioridade a quem tem mais facilidade em renovar. Assim, os casos mais complicados podem ter dedicação exclusiva. O contrato de Guarín com o Vasco encerrou no último dia 31 de dezembro e, no atual cenário, ele não deve seguir em São Januário nesta temporada. A situação está cada vez mais difícil e longe de um desfecho positivo.

Xodó da torcida do Vasco, Guarín chegou à São Januário em outubro de 2019. Nesse ínterim, ele disputou e 12 jogos e marcou três gols. El Guaro é cobiçado por clubes da Colômbia, China, Emirados Árabes e Estados Unidos. Recentemente, segundo apuração da reportagem, os representantes do atleta foram procurados pelo Júnior de Barranquilla e Millonarios. Os clubes colombianos buscaram informações sobre a situação do jogador, mas os clubes não formalizaram proposta.

Guarín, no momento, não deseja retornar ao futebol colombiano. Além disso, o jogador está no radar do Al Jazera, dos Emirados Árabes e do Changchun Yatai, da China. No fim do ano passado, o Inter Miami, time do ex-jogador e ídolo inglês David Beckham, chegou a iniciar conversas com os representantes do atleta, mas posteriormente o interesse esfriou. Embora esteja priorizando seguir no futebol brasileiro, Guarín está disposto a avaliar outras ofertas enquanto a negociação com o Vasco não avança.

Fonte: Torcedores.com