Veja como a imprensa analisou a derrota do Vasco para o Corinthians

29/07/2018 às 21h45 - FUTEBOL

No Mané Garrincha, em Brasília, na manhã deste domingo, o Vasco até começou na frente do Corinthians marcando 1 a 0, de pênalti, anotado por Yago Pikachu ainda no primeiro tempo.

Mas na segunda etapa a coisa desandou de vez. O Corinthians acabou empatando e virando a partida, que terminou com a derrota dos vascaínos por 4 a 1 diante de um público de 33.516 mil pessoas que estavam presentes no estádio do Distrito Federal.

Veja como a imprensa repercute a derrota Cruzmaltina:

Uol Esporte

“Entre as piores defesas do Campeonato Brasileiro, o Vasco sofreu novamente neste domingo, e o lado direito foi destaque negativo: simplesmente parou na descida de Pedrinho no segundo gol, após passe de Clayson. O zagueiro Ricardo, , que havia falhado em dois gols da LDU no meio de semana, pela Copa Sul-americana, comprometeu novamente e foi antecipado por Romero. Depois, ele ainda esteve envolvido no lance do pênalti em Mateus Vital e tomou cartão amarelo por falta dura em Romero. Manhã para esquecer.”

Milton Neves

“Brincadeiras à parte, o fato é que a defesa vascaína sonhará por boas semanas com Romero.”

GloboEsporte.com

“Na primeira etapa, depois de um início melhor do Corinthians, o Vasco equilibrou a partida e conseguiu algumas chances com Pikachu, Ríos e Andrey. Mas o time mostrou pouca variedade no seu arsenal ofensivo e teve dificuldades para penetrar na área. Mais uma vez, Pikachu foi o mais efetivo. Em uma jogada individual, ele foi derrubado por Fagner e o árbitro marcou o pênalti, convertido por ele próprio. Foi seu 15º gol na temporada.”

Blog do Garone/por André Schmidt

“Mais dolorosa do que a goleada, apenas a goleada de virada. Isso porque o massacre vem logo após a doce sensação de quase vitória. A derrota com virada não é apenas um insucesso, é uma vitória que foi arrancada de si.

Foto: Vasco.com.brpikachu
pikachu

Fonte: Torcedores.com

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario