Advogado de jogador explica penhora da renda de bilheteria

22/11/2018 às 08h10 - FUTEBOL

A renda de bilheteria que o Vasco obtiver nos jogos contra São Paulo e Palmeiras tem destino certo: vai pagar uma dívida de R$ 93 mil do clube com o volante Jean Patrick. O jogador, representado pelos advogados Filipe Rino e Thiago Rino, conseguiu na justiça a penhora após não conseguir acordo.

- O clube foi condenado, processo já transitou em julgado (não cabe mais recursos). Tentamos conciliação de todas as formas. Procuramos diretor jurídico, advogado do clube, e não recebemos nenhuma proposta. Foi feita penhora nas contas do clube, que não tinha um real sequer, o que nos causa até estranheza. Então, pedimos as penhoras de bilheterias - afirmou Filipe Rino.

De acordo com o advogado, eles buscaram oito contas do clube, e todas estavam zeradas. A penhora foi deferida pelo juiz Edson Dias de Souza, da 62ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

Jean Patrick jogou no Vasco em 2015. Contratado ao Luverdense, fez apenas cinco partidas pelo Cruz-Maltino. Atualmente, está no Fortaleza.

Foto: Kaio Machado São Januário
São Januário

Fonte: GloboEsporte.com

Mercado

Não Confirmado

Você aprova a saída de Maxi López?

Especulações Mercado