Alberto Valentim se destaca no ranking de treinadores do país

04/03/2019 às 08h24 - FUTEBOL

Computados todos os jogos do mês de fevereiro, Renato Gaúcho, do Grêmio, segue na ponta do ranking O Globo/Extra dos melhores treinadores do país, que mede o desempenho nos últimos 12 meses. Contando só o último mês, no entanto, o avanço veste preto e branco: Levir Culpi, do Atlético-MG, Zé Ricardo, do Botafogo e Alberto Valentim, do Vasco, foram os destaques.

Com desempenho de 100% no mês jogando pelo Campeonato Mineiro, Levir Culpi ainda fez o Atlético-MG passar de duas fases na Libertadores, competição que dá mais pontos. Foi o treinador que mais pontuou no mês. No ranking geral, Levir subiu de 51º para 24º no quinto mês de trabalho no clube mineiro.

Entre os treinadores empregados, Zé Ricardo (9º no ranking geral) foi o pior de janeiro. Deu a volta por cima em fevereiro e se tornou o segundo melhor do mês. Foram cinco vitórias e um empate em seis jogos com o Botafogo, além de duas classificações na Copa do Brasil e uma Sul-Americana — a derrota de sábado para o Volta Redonda só será computada em março.

Arrancada de Carille

Campeão da Taça Guanabara, Alberto Valentim (11º no geral) foi o terceiro melhor dos técnicos. Em janeiro, o argentino do Santos, Jorge Sampaoli (32º), tinha sido o melhor, mas não conseguiu repetir o feito no mês passado, tendo sido eliminado da Sul-Americana.

No ranking total, os seis primeiros não se alteraram. Renato permanece líder, perseguido de perto por Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras, e Mano Menezes do Cruzeiro. Dos seis primeiros, cinco estrearão na Libertadores em março, o que deve definir a liderança no próximo mês. Fábio Carille, do Corinthians, fora da Libertadores, mas vivo tanto na Sul-Americana quanto na Copa do Brasil, saiu de 10º para 7º, o que mais cresceu entre os dez primeiros.

Largada das demissões

Se em janeiro nenhum time trocou de treinador, em fevereiro foram oito (o ranking conta apenas equipes de Série A e B). Único da elite a mudar seu comandante, o São Paulo tirou André Jardine (55º) e se acertou com Cuca (17º), que só assume em abril. Enquanto isso, vai de Vágner Mancini (33º) interinamente.

Sport, Ponte Preta, Coritiba, Brasil-RS, São Bento, Botafogo-SP e Vila Nova-GO. Na Série B, sete dos 20 times, ou seja, 35% das equipes, trocaram de técnico em fevereiro. O contratado mais bem postado foi Guto Ferreira (21º), que acertou com o Sport. Ele estava desempregado desde que foi demitido da Chapecoense, em outubro do ano passado.

Entre os ainda desempregados, Roger Machado (8º) é quem está em melhor posição, mas precisa de um trabalho novo, já que suas maiores vitórias foram no começo do ano passado e esse pontos sumirão nos próximos meses.

O ranking só conta os resultados do futebol brasileiro, mas o uruguaio Diego Aguirre (10º) é o estrangeiro mais bem ranqueado. Os pontos foram conquistados no trabalho no São Paulo, ano passado, entre março e outubro.

Foto: Canal Vasco TV/ReproduçãoAlberto Valentim
Alberto Valentim

Fonte: Agência O Globo