Alex Dias perde privilégios no Vasco

21/01/2006 às 13h12 - FUTEBOL

Após voltar de viagem dos Estados Unidos, onde estava acertando detalhes da parceria do Vasco com o Sacramento Knights F.C., o presidente Eurico Miranda fez duras críticas a Alex Dias.

Foi a primeira vez que o dirigente falou após a coletiva do atacante para explicar os motivos que o levaram a tentar deixar o Vasco por meio de uma ação na justiça do trabalho. Alex Dias disse que estava apenas cobrando os seus direitos já que estava com os salários atrasados e que não se arrependia da sua atitude.

- Acho que foi um ato de traição, não apenas com seus companheiros e comissão técnica, pois mostrou que ele não está comprometido com o projeto do Vasco neste ano. Eu esperava um pedido de desculpas, que havia sido um ato impensado. Mas não, ele diz que foi normal - disse Eurico Miranda em entrevista à Radio Tupi.

O presidente do Vasco também anunciou que o atacante não terá mais qualquer privilégio e será tratado com indiferença pelo clube.

- O Vasco vai tratá-lo de forma profissional. Não vai dar nenhuma cobertura se souber que ele está na noitada. Se ele cometer deslize, vai haver punição. Ele não vai ter mais regalias. O que mais se faz é passar a mão na cabeça de jogador, cobrir deslizes para preservar a imagem. Agora nosso relacionamento vai ser apenas profissional.

Eurico também criticou a diretoria do São Paulo, que negociava com o atacante.

- O Alex Dias se apresentou depois do dia marcado para os outros jogadores. Toma uma atitude dessas de ir negociar com o São Paulo, que foi anti-ético pois tentou se aproveitar de uma possível brecha. Não há ética entre os clubes. Ele deveria ter gratidão ao Vasco. O Vasco deu uma projeção que ele não teve em 15 anos de futebol - completou.

Fonte: ge