América, aí vamos nós!

14/02/2007 às 08h59 - FUTEBOL

Chegou a hora, torcida cruzmaltina! O time misto do Vasco inicia hoje, contra o Fast Club, às 22h30min, no Estádio Vivaldão, em Manaus-AM, o sonho da conquista da Copa do Brasil, que dá direito a uma vaga na Libertadores-2008. A equipe de São Januário tem a seu favor uma escrita de dar inveja. Nas 16 edições, no qual o clube participou, nunca foi derrotado na partida de estréia, na competição.

O histórico do Vasco na estréia da Copa do Brasil é muito positivo. Nas 16 partidas, venceu nove e empatou as outras sete. Sendo que em quatro oportunidades, conseguiu se livrar do jogo de volta. Aliás, esse é o objetivo do técnico Renato Gaúcho. Ganhar do Fast e evitar a partida de volta, no dia 28 de fevereiro, em São Januário.

Apesar de ter em campo apenas três titulares, o goleiro Cássio, o cabeça-de-área Amaral e o apoiador Morais, o treinador acredita que o time vai honrar as tradições do clube.

“Tenho plena confiança nos jogadores que vão jogar. Eles sabem que não podem bobear e dar espaços. A intenção é repetir o jogo que fizemos contra o Volta Redonda. Se conseguirmos isso, as nossas chances de vencer por dois ou mais gols de diferença, aumenta consideravelmente”, afirmou Renato Gaúcho.

A estratégia para conquistar a vitória por dois gols de diferença, segundo o treinador, é não partir para cima do time amazonense. Em seguida, Renato explicou que a desgastante viagem até Manaus foi a razão de ter poupado oito titulares.

“Vou apenas poupar alguns jogadores que vêm jogando seguidamente, pois o desgaste da viagem será grande, por ser longa. Contra o Fluminense, o Vasco terá a força máxima” esclareceu Renato, acrescentando.

“Sei que vamos encontrar dificuldades. Essas equipes jogam como se fosse uma final de Copa do Mundo. Vamos buscar a vitória, se possível por dois gols”, garantiu.

Fast x Vasco

Fast
Labilá, Kitó, Bill (Leilson), Gibi e Iguara; Ronimar, Júnior César, Michel e Marquinhos; Bazinho e Delmo
Técnico: Aderbal Lana

Vasco
Cássio, Wagner Diniz (Eduardo), Anderson Luís, Jorge Luiz e Sandro; Amaral, Júnior (Roberto Lopes) Renato e Morais; Madson e Alessandro (Marcelinho)
Técnico: Renato Gaúcho

Local: Estádio Vivaldo Lima, o Vivaldão, em Manaus
Horário: 22h30min (de Brasília)
Árbitro: Françuar Fernandes da Silva (RR)
Auxiliares: Gean Carlos Menezes de Oliveira e Nilton Pereira da Silva (RR)
Observador: Raimundo Nonato da Silva(AM)

Fonte: Jornal dos Sports