Análise do Racing, adversário do Vasco nesta quinta (19)

19/04/2018 às 08h13 - FUTEBOL

Racing Club de Avellaneda. O time argentino é o próximo adversário do Vasco pela Libertadores, na quinta-feira (19), às 19h15 (de Brasília), na Argentina. Um dos cinco maiores times do país, campeão da Libertadores em 1967, está sem vencer há quatro partidas, mas acredita na força de sua torcida e na joia Lautaro Martínez para bater o Cruz-Maltino no estádio Presidente Perón, vulgo El Cilindro, e encaminhar a classificação no grupo 5 da maior competição da América. 

OS CONFRONTOS ESTÃO DEFINIDOS! Nos dias 24 e 25 de abril, o Liverpool enfrenta a Roma em Anfield, enquanto o Bayern pega o Real na Allianz Arena! Não quer perder nenhum lances das semifinais da Liga dos Campeões?! Então, clique aqui e assine o Esporte Interativo Plus por apenas R$9,90/mês!

Na sétima posição do Campeonato Argentino, a 14 pontos do líder Boca Juniors, o 2018 do Racing é positivo, apesar do retrospecto recente não ser dos melhores. Com o técnico e ex-jogador Eduardo Coudet à frente, esse é o retrospecto de "La Academia". 

​13 jogos

​7 vitórias

​3 empates

​3 derrotas 

29 gols feitos 

18 gols sofridos

TIME TITULAR CONFIRMADO

O técnico Eduardo Coudet não vai ter Cardozo, importante meia e que vinha em bom momento. O comandante lamentou, mas disse que confia no substituto Zaracho e confirmou o time que joga diante do Vasco.

"É uma partida importante, porque se ganharmos podemos ter a liderança do grupo. Enfrentamos um time difícil, duro, mas estamos bem. Não estou pensando nas quatro partidas sem ganhar, porque tivemos um bom nível futebolístico. Cardozo é um jogador importante. Era um momento muito bom dele, mas meu pensamento é em quem vai jogar". 

RACING: Musso; Saravia, Sigali, Donatti, Soto; Domínguez; Solari, Zaracho, Centurión; Lisandro López e Lautaro Martínez. 

A JOIA E UM ATAQUE PODEROSO 

​Lautaro Martínez é o craque do Racing. Não só do time, mas também do futebol argentino. Convocado recentemente por Sampaolli para a seleção de Messi e já vendido para a Inter de Milão, o atleta tem 19 jogos e 13 gols na temporada 2017/2018. Na Libertadores, cravou três contra o Cruzeiro na única vitória do time de Avellaneda, por 4 a 2. 

Além dele, o experiente Lisandro López, cria do Racing e que já passou Porto-POR, Lyon-FRA e Internacional, e o habilidoso Centurión, ex-São Paulo e Boca Juniors-ARG, foram o ataque do time da casa. 

PRESIDENTE PERÓN, MAIS CONHECIDO COMO 'EL CILINDRO' 

O estádio do Racing é a fortaleza do time argentino. Com capacidade para 51.389 pessoas, é considerado um caldeirão, assim como São Januário. Jogar lá é sempre uma pressão muito grande para o adversário, e o time de Coudet também se apoia nisso para vencer o Vasco, apesar do "horário ruim" ser um fator que pode atrapalhar os fãs do 'El Primer Grande' nesta quinta-feira (19), como o comandante afirmou. 

"O horário é um pouco ruim, porque ainda vai ter muita gente chegando. Tivemos um pouco de azar por causa disso. Mas esperamos que a torcida venha nos ajudar, porque tem um papel determinante". 

PALAVRA DO ESPECIALISTA 

 "​Desde a chegada de Coudet no início da temporada, o Racing mudou notoriamente, não só por obter uma boa quantidade de vitórias, mas também por conta do sistema de jogo. Apesar de estar sem vencer há quatro jogos, o Racing provou ser um adversário muito difícil, algo que ele já mostrou quando enfrentou o Cruzeiro e a Universidad de Chile. O jogo contra o Vasco será uma chance para poder deixar para trás os últimos resultados, retomar o caminho da vitória e ter um pé e meio nas oitavas de final da Copa Libertadores".

- Leandro Adonio Belli, fundador da página Racing Maníacos. ​

Fonte: Esporte Interativo

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario