Futebol

Análise: Reforços vão bem e Vasco derrota o Inter Miami

O Vasco conquistou, na noite do último sábado, em Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, sua primeira vitória na temporada 2023 ao bater o Inter Miami por 3 a 0. O placar enche os olhos, o desempenho nem tanto. O clube deixa a Flórida neste domingo com impressões positivas especialmente sobre os reforços, mas com a certeza de que há um caminho longo para se trilhar.

Assim como na derrota para o River Plate por 3 a 0 no primeiro amistoso nem tudo foi ruim, na vitória no DRV PBK Stadium nem tudo foi bom. A verdade é que o Vasco fez um jogo bem mais vistoso em Orlando, na última terça-feira, apesar de ter perdido.

Neste sábado, Maurício Barbieri encontrou um adversário mais frágil, e a vitória era questão de dever cumprido para o treinador. O nível técnico do jogo foi baixo, e a verdade é que o Vasco não precisou se esforçar muito. Fez um jogo cômodo contra o Inter, que não criou tanta resistência.

Se contra o River Plate o Vasco subiu a marcação e pressionou com intensidade nos primeiros minutos, diante do Inter foram menos momentos de pressão. Um dos problemas do time foi a insistência no jogo ofensivo pelo lado esquerdo. Faltou acionar mais o ataque pela direita, onde Pumita Rodríguez e Gabriel Pec fizeram boa dobradinha na estreia.

O Vasco também exagerou nos erros, principalmente no ataque. Eguinaldo mostrou nervosismo nos passes, mas fez volume no primeiro tempo. O primeiro gol, inclusive, saiu dos pés do atacante, que pressionou o adversário após perder a bola, recuperou e entregou para Nenê marcar aos 22 minutos do primeiro tempo. Roubou uma ou outra bola pelo lado esquerdo e foi bem na recomposição.

A insistência pelo lado esquerdo se deu pela saída de bola do Vasco ser concentrada naquele lado e pela troca de Figueiredo por Jair no time titular. Com Léo e Lucas Piton - ambos muito bem, errando praticamente nada - responsáveis pela saída, a bola chegava a Jair, que optava mais pelos passes verticais. O volante sobrou no primeiro tempo e exibiu qualidade indiscutível. Ainda fez papel de primeiro volante em alguns momentos, mostrando que pode ser testado numa dobradinha com Figueiredo. É a melhor notícia dos primeiros amistosos.

Isso mudou justamente quando Figueiredo passou a jogar como volante no segundo tempo. O atacante multitarefas inverteu mais bolas para o lado direito, aproveitando melhor a dupla Pumita e Pec. Ele fez boa partida. É um jogador com força física e chegada na área, tanto que marcou o terceiro gol do Vasco ao aproveitar a sobra para finalizar.

O segundo gol saiu dos pés de outro estreante e em mais uma jogada de pressão do time de Barbieri. Mabika recuou no fogo para o goleiro, Alex Teixeira pressionou, roubou e mandou para as redes. O camisa 7 cria expectativas de uma temporada melhor com o Vasco na Série A e é uma boa alternativa para a dependência de Nenê, que fez o gol, mas não brilhou.

Na etapa final, o Inter ficou ainda mais exposto, abrindo o caminho para os brasileiros. A única grande chance da equipe de Miami saiu de um erro de Miranda aos 14 minutos do segundo tempo. Azcona recebeu presente do zagueiro e ficou cara a cara com Ivan, que fez uma defesa espetacular. O Vasco deu outros espaços e permitiu finalizações, mas dentro de um nível aceitável para apenas o segundo jogo da equipe titular. O goleiro foi bem quando acionado e volta ao Brasil pronto para assumir sua vaga no time.

O Vasco errou mais e não foi tão competitivo como se viu no Explora Stadium. Oscilação normal de início de temporada. Apesar das ponderações, o time sai ganhando dos Estados Unidos.

As estreias de todos os sete reforços que viajaram com a delegação são as boas notícias dos amistosos nos Estados Unidos. Destaque para Ivan, Léo, Pumita e Jair. Lucas Piton também foi bem. Orellano ainda precisa de mais minutagem, já que foi poupado contra o Inter por conta de dores musculares. Pedro Raul, ainda ansioso pelo primeiro gol, deixou um pouco a desejar.

A pré-temporada na Flórida serviu ao propósito de Maurício Barbieri, que fez testes e retorna ao Rio com imagens claras do que funcionou e do que precisa ser melhor trabalhado. Há muita margem para evolução. O Vasco venceu um adversário que era para ser vencido e foi competitivo em boa parte contra um adversário que chegou mais inteiro.

O time deixa Miami na tarde deste domingo. No Brasil, o trabalho continua e o próximo compromisso é contra a Portuguesa, às 21h10 da próxima quarta-feira, no Luso-Brasileiro, pelo Campeonato Carioca.

Fonte: Globo Esporte
  • Quinta-feira, 02/02/2023 às 19h00
    Vasco Vasco 5
    Resende Resende 0
    Taça Guanabara São Januário
  • Terça-feira, 07/02/2023 às 21h10
    Vasco Vasco
    Nova Iguaçu Nova Iguaçu
    Taça Guanabara Mané Garrincha
  • Domingo, 12/02/2023 às 18h00
    Vasco Vasco
    Fluminense Fluminense
    Taça Guanabara Maracanã
  • Quinta-feira, 16/02/2023 às 20h30
    Vasco Vasco
    Botafogo Botafogo
    Taça Guanabara Maracanã
  • 25/02 ou 26/02
    Vasco Vasco
    Boavista Boavista
    Taça Guanabara São Januário
  • 04/03 ou 05/03
    Vasco Vasco
    Flamengo Flamengo
    Taça Guanabara Maracanã
  • 04/03 ou 05/03
    Vasco Vasco
    Bangu Bangu
    Taça Guanabara São Januário