Análise: Vasco domina o Santos, mas volta a pecar nas finalizações e perde

06/10/2019 às 08h01 - FUTEBOL
Foto: André Durão/GloboEsporteTalles em ação contra o Santos

Assim como aconteceu nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro diante de Corinthians e Atlético-MG, o Vasco atuou bem, se impôs, mas saiu atrás no jogo quando estava melhor em campo. Por isso, a derrota por 1 a 0 diante do Santos, na tarde deste sábado, em São Januário, foi frustrante, ainda mais porque o time perdeu um pênalti quando o placar estava 0 a 0.

Sem Raul, Luxemburgo optou pelo retorno de Marcos Júnior. Na frente, Rossi também ganhou nova oportunidade no time titular. Aparentemente cada vez melhor fisicamente depois que se recuperou da cirurgia no apêndice, ele teve boa participação no ataque pela direita, mas acabou sendo prejudicado pelo pênalti perdido ainda no primeiro tempo, quando o jogo estava 0 a 0.

Como dito antes, o Vasco dominou o jogo, se impôs em São Januário e criou muitas oportunidades. Talles Magno foi o destaque e, mais uma vez, mostrou personalidade ao chamar a responsabilidade nas jogadas pela esquerda, Em vários momentos, foi marcado por três jogadores do Santos.

Vasco abusa dos cruzamentos

Por falar em ataque, ele funcionou pelas pontas. Para se ter uma ideia, foram 15 cruzamentos na área santista. Danilo Barcelos apoiou um pouco mais do que Pikachu, que se preocupou muito com as subidas do veloz Soteldo. Jogando mais centralizado, Marrony foi modesto e só apareceu mesmo em uma jogada individual no segundo tempo, mas o chute parou nas mãos Everson, que foi o destaque do confronto.

Alguns números do Vasco no jogo

Faltas 15

Impedimentos 1

Finalizações ao gol 3

Finalizações fora do gol 7

Escanteios 8

Cruzamentos 15

Aos 30 minutos, o Vasco ficou com um homem a mais em campo. O que poderia ter sido positivo, acabou prejudicando a equipe. Segundo o próprio Luxemburgo disse na coletiva, o Santos recuou mais e se fechou. O técnico ainda fez três substituições para dar uma nova postura ao time. Ribamar, Clayton e Felipe Ferreira entraram, mas não conseguiram nada que levasse o Vasco a chegar próximo, pelo menos, do empate.

A derrota foi sentida pela que lotou mais uma vez São Januário, fez sua parte e vaiou no fim do jogo. Na coletiva de imprensa, Luxemburgo reconheceu a frustração, mas fez questão de elogiar os jogadores, que seguem com salários atrasados.

- Não minto, o torcedor tem que entender. Estamos num processo de reconstrução de uma equipe. De uma equipe não, de um clube. Sabemos da nossas limitações do que podemos e do grupo que nós temos. Temos que aplaudir esse grupo, que quando eu cheguei tinha um ponto e hoje tem 27 pontos. Tem tido grandes atuações.

Para a partida de quinta, contra o Avaí, em Florianópolis, Luxemburgo não poderá contar com os suspensos Leandro Castán e Marrony. Contudo, ele terá a volta do volante Raul. Contra um adversário que luta contra o rebaixamento, o Vasco tem a chance de recuperar os pontos perdidos, principalmente se voltar a jogar de forma equilibrada.

Fonte: GloboEsporte.com