André Mazzuco falou sobre a busca por técnico e necessidade de reforços

19/03/2020 às 12h34 - FUTEBOL

Com a paralisação no futebol brasileiro por conta do surto do Coronavírus, o Vasco ganhou tempo para contratar com calma um novo treinador, após a saída de Abel Braga. Além de um técnico, a ideia é trazer reforços para encorpar a equipe, depois de um início muito ruim de temporada.

Em entrevista à Vasco TV, publicada nesta quinta-feira, o diretor-executivo de futebol, André Mazzuco, confirmou que o departamento está atrás de jogadores para a sequência da temporada. Na opinião do dirigente, somente a mudança de comando técnico não será suficiente para levantar o time.

- Temos necessidades, independente dos problemas do clube. Buscamos mapear, monitorar e precisamos reforçar a equipe. Isso é fato. Não é só a mudança de comando que vai trazer algo diferente. Queremos dentro nossa possibilidade reforçar a equipe, trazer novas opções e atletas que venham ajudar. Essa parada, nesse ponto, pode facilitar essa busca para reforçar a equipe.

Sem falar em nomes, Mazzuco pregou calma na busca por um novo técnico e definiu o perfil traçado pelo Vasco.

- Mantemos conversas diárias com o presidente e com as pessoas envolvidas. É um momento de calma, precisamos avaliar um perfil que atenda o Vasco, entenda o tamanho do Vasco, a importância de estar aqui e a responsabilidade, independente dos problemas. Alguém que possa trazer algo que não tivemos. Temos conversado, pensamos em um perfil. Tem esse entendimento de alguém que traga conteúdo e torne o Vasco em uma equipe vencedora. Alguém que entregue algo que a gente ainda não conseguiu. Um jogo bem jogado, uma equipe consciente.

Outros trechos

Saída de Abel

Naturalmente não estamos satisfeitos com os resultados, independente da classificação na Sul-Americana, também temos uma partida na Copa do Brasil para rever o resultado, nosso plano é que já estivéssemos em outro momento. Apresentando um bom futebol, apresentando evolução. Independente dos problemas paralelos que enfrentamos, chega o momento que também precisamos mostrar alguma coisa.

Não tivemos uma evolução. Avaliamos, tivemos a intenção de uma continuidade, porém, não apresentamos a evolução. Foi tomada essa decisão da troca de comando. O Abel é um cara sensacional, extremamente vencedor, mas chega um momento que temos que encerrar a parceria. No Estadual, as coisas não aconteceram. Precisamos apresentar um melhor futebol, um pouco mais.

Medidas durante a paralisação

Essa parada é um fenômeno atípico. Obviamente traz problemas para nossa continuidade de trabalho, os atletas deixam de treinar. Desenvolvemos uma cartilha do departamento para orientar os atletas. Todos setores do clube foram envolvidos, departamentos médico, fisiologia, fisioterapia, preparação física, psicológico e nutrição, todos se envolveram na cartilha. É um momento incomum para todos. Mantemos o contato natural e diário com todos. Estamos aguardando para entender quanto tempo isso vai durar.

Fonte: GloboEsporte.com