Antônio Lopes também pode deixar o Vasco

08/10/2020 às 18h07 - CLUBE

Ao que tudo indica, as mudanças no Vasco deverão não se limitar somente ao técnico Ramon Menezes. O coordenador-técnico, Antônio Lopes, também está com seu trabalho sendo avaliado e pode ser outro a deixar o clube.

O experiente profissional, que foi treinador de um dos períodos mais vitoriosos da história do Cruz-maltino, atualmente exerce um cargo que faz uma transição entre o departamento de futebol e a diretoria. Ontem ele esteve presente no estádio de Pituaçu, em Salvador (BA), na derrota do Cruz-maltino por 3 a 0 para o Bahia pelo Campeonato Brasileiro.

Caso parecido vive seu filho, Júnior Lopes, que é auxiliar-técnico da equipe. O outro auxiliar, Thiago Kosloski, e o preparador físico, Léo Cupertino, já tiveram suas demissões confirmadas.

Kosloski, inclusive, postou um texto de despedida em sua rede social e classificou os maus resultados recentes do Vasco como um "momento de oscilação":

"Hoje deixo o Club de Regatas Vasco da Gama após quase seis meses de muito trabalho, empenho e dedicação. Um período de muito aprendizado, novas amizades e grandes momentos vividos dentro de um clube gigantesco do futebol brasileiro. Infelizmente, o trabalho foi interrompido num momento de oscilação em que praticamente todas as equipes acabam passando em algum momento dentro do Campeonato Brasileiro, que é muito equilibrado e difícil. Ainda assim, deixamos o clube com quase 52% de aproveitamento geral. Agradeço ao Ramon pelo convite e oportunidade de ter participado do processo. Ao Vasco e aos atletas também fica a minha gratidão. Desejo boa sorte na sequência da temporada e agora vamos em busca de novos desafios!"

A princípio, o preparador de goleiros, Carlos Germano, está mantido no cargo.

Caso a diretoria decida demitir Antônio Lopes, ficarão no departamento de futebol somente o vice-presidente, José Luis Moreira, e o diretor-executivo, André Mazzuco.

Fonte: UOL