Futebol

Apesar dos dois empates, Vasco pinça boas notícias

Com o empate em 1 a 1 com o Audax nesta quinta-feira, o time alternativo do Vasco se despede do Campeonato Carioca. Para a próxima partida, contra a Portuguesa na quarta da semana que vem, a equipe principal já terá encerrado a pré-temporada na Flórida, nos Estados Unidos, e estará à disposição.

O técnico Maurício Barbieri e seus comandados voltam ao Rio no domingo, dia seguinte ao amistoso contra o Inter Miami. O auxiliar fixo Emílio Faro, que comandou o Vasco nos empates com Madureira e Audax, disse que ainda vai se sentar com Maurício para discutir o planejamento do estadual, mas a tendência é de que o elenco principal vá a campo.

O Vasco mandou a campo nas duas primeiras rodadas do Carioca uma espécie de terceira equipe, já que 21 jogadores estão nos Estados Unidos. Alguns poucos remanescentes do elenco do ano passado juntaram-se a uma porção de meninos da base nos empates em 0 a 0 com o Madureira, em São Januário; e 1 a 1 com o Audax, no Luso-Brasileiro.

Foi uma oportunidade que jogadores escanteados em 2022 tiveram para mostrar serviço, além de servir para quebrar o gelo da estreia no profissional para a molecada. Os torcedores, por exemplo, puderam ver em campo nesta quinta a dupla Rayan e GB, duas das joias mais badaladas do Vasco no momento. Rayan tornou-se o mais jovem a atuar pelo clube no século XXI.

"O tema desses jogos era oportunidade, e eles tiveram. Agora serão classificados tendo em vista o que temos no elenco. Quem vai decidir é o Mauricio", disse Emílio.

Os dois jogos deixaram lições e impressões. Qual será o conteúdo do relatório que Emílio entregará a Maurício Barbieri na volta da delegação da Flórida?

Paulo Victor

Dos que precisavam encarar os dois jogos como oportunidade para mostrar serviço, foi quem melhor aproveitou a chance. Teve atuação mediana contra o Madureira, mas foi um dos melhores em campo contra o Audax, nesta quinta. Em especial no primeiro tempo, quando deu trabalho à defesa adversária pela esquerda. Sofreu seis faltas, mais do que qualquer outro atleta em campo.

O lateral de 23 anos corre contra o tempo porque está emprestado pelo Inter só até junho e tenta convencer a diretoria a ativar a opção de compra prevista no contrato. Tem a concorrência do recém-contratado Lucas Piton e do experiente Edimar, que viajaram com a delegação para os Estados Unidos.

E os outros?

Os dois jogos também foram uma oportunidade e tanto para Halls, Matheus Barbosa e Galarza. O goleiro, escolhido para ser o capitão da equipe, não foi tão testado nas partidas, mas mostrou segurança quando foi preciso e não teve culpa no gol do Audax. Matheus foi o mais recuado dos três meio-campistas, perdeu a bola na origem do lance do gol do Audax, mas se portou bem defensivamente e foi o maior ladrão de bolas do time nesses jogos ao lado de Paulo Victor: quatro desarmes para cada.

Já Galarza, autor do primeiro gol do Vasco em 2023, jogou bem contra o Madureira até o momento em que se encheu de confiança e decidiu arriscar a todo momento de fora da área. Contra o Audax, pareceu atuar mais adiantado do que o necessário e em alguns momentos sumiu da partida, mas fez o gol que evitou a derrota e que certamente foi importante para si mesmo: o paraguaio não balançava as redes desde novembro de 2021, quando marcou no empate com o Remo, pela 37ª rodada da Série B.

Um dos reforços contratados para a temporada, Robson Bambu ficou de fora da viagem para a Flórida e do primeiro jogo do Carioca por estar seguindo um processo de recondicionamento físico, mas foi titular nesta quinta. Atuação discreta, mas ainda vai ter tempo para se ajustar à equipe e tentar se firmar como titular.

Garotada

O Vasco nessas duas primeiras rodadas lançou um time inteiro de garotos no profissional: ao todo, 11 crias da base fizeram sua estreia pelo time principal. São eles Rodrigo e Paixão (titulares em ambas); Lyncon, Pimentel, Julião, Lucas Eduardo, Barros, Marlon Santos, Rayan, GB e Juan, que entraram durante os jogos.

São vários os destaques individuais. Pimentel fez ótima dupla de zaga com Zé Vitor na primeira rodada - na segunda, deu lugar a Robson Bambu no time. Paixão teme ótima atuação como ponta direita e foi o autor da assistência para o gol de Galarza contra o Audax. Lyncon entrou bem nos dois jogos e quase fez um golaço contra o Madureira, em jogada individual que por pouco não parou dentro do gol.

Como a maioria ainda tem idade sub-20, o Vasco vai decidir quais deles voltam para a categoria inferior e quais podem continuar com o elenco principal, à disposição de Maurício Barbieri ao longo da temporada.

Erick e Zé Santos

Dá para dizer que foram os que menos aproveitaram a oportunidade. Centroavante titular, Zé Santos foi pouco municiado, é verdade, mas goza de pouco prestígio com a torcida e precisou conviver com gritos de "GB" vindos da arquibancada nesta quinta até ser substituído justamente pelo garoto no segundo tempo.

Já Erick, que atuou como ponta-esquerda, mostrou muito pouco nos dois jogos. A gota d'água foi um chute torto de fora da área no segundo tempo contra o Audax que tirou a paciência do gestor Abel Braga, que assistiu à partida da arquibancada. Zé Santos e Erick têm contrato até abril e dezembro de 2024, respectivamente.

Fonte: ge
  • Quarta-feira, 25/01/2023 às 21h10
    Vasco Vasco 2
    Portuguesa Portuguesa 0
    Taça Guanabara Luso-Brasileiro
  • Segunda-feira, 30/01/2023 às 20h00
    Vasco Vasco
    Volta Redonda Volta Redonda
    Taça Guanabara Kleber Andrade
  • Quinta-feira, 02/02/2023 às 19h00
    Vasco Vasco
    Resende Resende
    Taça Guanabara São Januário
  • Terça-feira, 07/02/2023 às 21h10
    Vasco Vasco
    Nova Iguaçu Nova Iguaçu
    Taça Guanabara Mané Garrincha
  • Domingo, 12/02/2023 às 18h00
    Vasco Vasco
    Fluminense Fluminense
    Taça Guanabara Maracanã
  • Quinta-feira, 16/02/2023 às 20h30
    Vasco Vasco
    Botafogo Botafogo
    Taça Guanabara Maracanã
  • (25/02 - Sáb) ou (26/02 - Dom)
    Vasco Vasco
    Boavista Boavista
    Taça Guanabara São Januário