Após plano de sócio-proprietário, Vasco muda o foco

09/03/2018 às 08h07 - CLUBE

Após o presidente Alexandre Campello ter aprovado, via Conselho Deliberativo, a proposta que encareceu em 900% a taxa para adquirir a categoria mais barata que dá direito a voto no Vasco, o clube agora foca suas atenções no novo plano de sócio-torcedor.

A missão está nas mãos do recém-empossado vice-presidente de marketing, Bruno Maia, que tem feito um feedback com torcedores de dentro e fora do Rio de Janeiro.

Uma das novidades deverá ser um desconto maior na aquisição dos ingressos. Atualmente, somente a categoria mais cara dá 100% de isenção na compra do bilhete. A segunda de maior valor varia entre 50% e 70% e as outras duas não fornecem abatimento da quantia. Outro foco está na relação com o torcedor de fora do estado do Rio.

O Vasco, porém, ainda não tem uma previsão de lançamento dos novos pacotes, mas já se sabe que o nome continuará o mesmo – "Gigante"- e alguns outros itens serão mantidos.

A aprovação dos novos valores para os planos com direito a voto aconteceu no fim do mês passado e as taxas ficaram da seguinte forma: Sócio-geral agora paga R$ 2 mil de taxa de adesão e mais R$ 70 mensais, o que gerou um aumento na joia de 900%, já que quando foi fechada, em 2015, custava R$ 200.

Quem quiser se tornar sócio-proprietário terá que desembolsar R$ 2.500 de taxa e mais R$ 80 de mensalidade.

Os atuais planos de sócio-torcedor são: Sempre Ao Teu Lado (entre R$ 104,98 a R$ 188,98); Amor Infinito (entre R$ 26,98 a R$ 83,98); De Norte a Sul (R$ 14,98) e Almirantinho (R$ 9,98).

Fonte: UOL Esporte

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario