Basquete - Jogo entre Vasco x Franca promoverá diversos reencontros

25/10/2018 às 09h19 - OUTROS ESPORTES

Disputa antiga, reencontros e recordes: saiba tudo sobre o jogo entre Franca e Vasco pelo NBB CAIXA 2018/2019

Em sua terceira temporada no NBB CAIXA, o Vasco entrará em quadra mais uma vez na edição 2018/2019 da competição. Nesta quinta-feira (25/10), a equipe comandada por Alberto Bial enfrentará um tradicional rival, o Sesi Franca Basquete, no Ginásio Pedrocão, às 20h45, com transmissão ao vivo do BandSports.

Na atual temporada, o Vasco começou com tudo e já soma duas vitórias em três jogos pelo NBB CAIXA. Já o Franca vai para seu terceiro jogo na competição e, com um triunfo em duas oportunidades, busca mais um êxito para subir na tabela.

Confronto antigo

Entre a década de 90 e o início dos anos 2000, Vasco e Franca se acostumaram a estar no topo do basquete nacional. Ao todo, as equipes conquistaram neste período cinco campeonatos nacionais, com vantagem do time francano que conquistou três edições seguidas (1997,1998,1999), contra o bicampeonato vascaíno (2000 e 2001).

Já pelo NBB CAIXA, os dois times se enfrentaram somente após o retorno do Vasco a elite do basquete nacional, na temporada 2016/2017 da competição. No geral, as equipes mediram forças em quatro oportunidades, todos pela fase classificatória, com duas vitórias para cada lado.

No NBB CAIXA 2016/2017, ano do acesso vascaíno, o duelo ficou marcado pelos dois triunfos do Vasco (71 a 67 e 79 a 77). Já na última edição da competição nacional, o Franca reverteu a desvantagem e empatou o histórico, com duas vitórias (81 a 67 e 93 a 61).

Ídolo nos dois times

Nos dois triunfos do Franca sobre o Vasco nas duas últimas edições do NBB CAIXA, quem esteve à frente da equipe francana foi um velho conhecido da torcida vascaína: Helinho Garcia, multicampeão pelas duas equipes.

Nascido em Franca (SP), Helinho Garcia marcou época como armador na mesma equipe em que hoje é técnico. Na década de noventa, o filho do lendário ex-treinador Hélio Rubens, fez história ao alcançar o incrível feito de conquistar três títulos seguidos do campeonato brasileiro (1997, 1998 e 1999).

Após a passagem vitoriosa no time de sua cidade natal, Helinho resolveu mudar de equipe e se transferiu para o Vasco da Gama. Seu pai, Hélio Rubens, também rumou para o gigante da colina, assumiu o comando técnico da equipe e, junto ao filho, construiu uma belíssima história com o time de São Januário. Ao todo, pai e filho conquistaram com o cruzmaltino dois títulos nacionais (2000 e 2001).

No final de 2015, Helinho decidiu encerrar sua carreira como atleta, trilhou os mesmos passos do pai, deu início a sua carreira como treinador e, já no ano seguinte, assumiu o comando técnico do Franca.

Bial x Helinho

No confronto entre Vasco e Franca, teremos um duelo à parte entre os técnicos das duas equipes. Helinho e Bial irão reeditar um confronto antigo, quando Helinho ainda atuava pelo time francano e o experiente treinador comandava o Vasco da Gama, na década de 90.

Ao todo, enquanto treinadores, os dois se enfrentaram em quatro oportunidades. Na primeira temporada no comando do Franca, Helinho encarou duas vezes o Basquete Cearense, equipe que Bial esteve à frente até a última temporada, e perdeu os dois confrontos, todos pela fase classificatória da competição (95 a 81 e 82 a 78).

Já na temporada seguinte, a equipe francana venceu o primeiro duelo contra o Carcará por 79 a 59, mas perdeu para o time de Fortaleza no segundo turno da competição (75 a 73).

Reencontro

A partida também marcará o reencontro do norte-americano David Jackson com o Vasco. Agora no Franca, o ala de 36 anos construiu bons números em sua passagem pela equipe vascaína. Ao todo, em duas temporadas no time carioca, Jackson anotou médias de 16,2 pontos, 4,8 rebotes e 6,4 assistências nas duas últimas edições do NBB CAIXA.

Já na atual temporada, com as cores do Franca, os números ainda impressionam. Com grandes atuações na campanha do título Paulista (médias de 15,44 pontos, 5,25 rebotes e 2,4 assistências por jogo) e também no início do NBB CAIXA (médias de 18,0 pontos, 5,5 rebotes e 3,5 assistências em 2 jogos), o norte-americano demonstrou que já está em casa e tem tudo para ser um dos protagonistas do time comandado por Helinho.

Recorde próximo

O confronto entre Vasco e Franca terá um gosto especial para o armador Elinho Corazza. O Melhor Armador da última edição do NBB CAIXA, está próximo de se juntar ao seleto grupo de atletas que já distribuíram 1000 ou mais assistências na competição. Ao todo, o atleta que teve passagens pelo Paulistano/Corpore, Minas Tênis Clube e Mogi/Helbor, já distribuiu 991 assistências em nove temporadas.

Caso atinja a marca, Elinho entrará para o pequeno grupo de atletas que atingiram os quatro dígitos, que conta com: Marquinhos (1,009), Shamell (1,116), Alex (1,347), Valtinho (1,549), Nezinho (1,621), Larry (1,696) e Fúlvio (1,819).

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL e Açúcar Guarani.

Foto: Vasco Basketball Basquete Vasco
Basquete Vasco

Fonte: Site da LNB