Outros Esportes

Beach Soccer: Vasco vence o Sampaio Corrêa e conquista o Brasileirão 2020

0

O Trem Bala da Areia enfrentou o Sampaio Corrêa-MA na final do campeonato Brasileiro de Beach Soccer na tarde deste domingo (22/11), no Parque Olímpico, localizado na Barra da Tijuca- RJ. A promessa de um grande jogo foi cumprida. A partida foi para prorrogação e pênaltis, mas o Vasco da Gama levou a melhor As duas melhores equipes chegaram a final merecidamente por toda capacidade que ambos os times apresentaram devido aos seus projetos. Os craques da areia mostraram inteligência e experiência durante todo o campeonato. No tempo normal o jogo foi finalizado 1 a 1, no tempo extra 2 a 2 e nos pênaltis 3 a 2 para o Gigante da Colina.

O JOGO

O confronto se iniciou com o time adversário finalizando mais, porém rapidamente o Vasco deixou o jogo eletrizante ao procurar abrir o placar. Com quase três minutos de jogo, o herói da classificação do Vasco para final, Rafa padilha, defendeu um chute inesperado do Sampaio Corrêa de bicicleta. Novamente, o paredão da colina tirou outra bola da equipe adversária. No lance seguinte o Vasco da Gama entrou com mais intensidade no jogo e o Rafinha explodiu a bola no gol do Sampaio Corrêa. O goleiro do Sampaio rival tirou de manchete.

Faltando menos de sete minutos para encerrar o primeiro tempo, o jogador Bokinha mandou um chute com bastante potência assustando o time adversário e criou a oportunidade de um possível gol do Vasco decorrente do lance. Benjamin Jr, mandou uma bicicleta diretamente para o gol adversário, mas o goleiro do Sampaio Corrêa defendeu faltando quatro minutos para o final. Logo em seguida o time adversário tentou o mesmo, mas a bola saiu pelo fundo da quadra. Ambos os times possuiam um trabalho defensivo eficaz e o jogo parecia que o campeão seria definido através dos detalhes e talvez do erro da outra equipe. Os dois times tentavam atuar pelo contra-ataque, aproveitando as oportunidades de infiltração. O primeiro tempo foi finalizado sem gols e com muitos chutes diretos distantes do ataque. Os detaques dessa etapa foram os goleiros.

Aos quatro minutos do segundo tempo estava difícil saber quem seria o campeão. O cenário do primeiro tempo se repetia nessa etapa. O jogo estava bem equilibrado com as duas equipes defendendo bem e com dificuldade de finalizar para abrir o placar no Parque Olimpico. Os times apostavam nas faltas, pois eram as chances mais claras de gols. Faltando quatro minutos para encerrar o segundo período, o Vasco ganhou uma falta perigosa dando trabalho para o goleiro adversário, mas não obteve sucesso. Em seguida, foi a vez do Sampaio Corrêa ter uma boa chance com a bola parada, porém ele isolou a bola na cobrança. Com ritmo intenso o Vasco insistiu e através de uma troca de passes eficiente, o time de São Januário quase saiu na frente. Faltando um pouco menos de dois minutos, o Trem Bala da Areia tinha mais velocidade e perdeu um gol por azar. A bola avançou mais e o jogador não conseguiu balançar a rede. Restando menos de um minuto, em uma cobrança de falta, o adversário levou a melhor após a bola pegar um efeito, batendo na areia. O Datinha não deu chance para o Rafa Padilha defender: Sampaio Corrêa 1 a 0.

No terceiro período, o Vasco da Gama voltou ofensivo procurando reverter o placar e voltar para a decisão. Pensando na vitória, o Vasco voltou com a formação da Seleção Brasileira colocando os jogadores que defenderam o Brasil em campo. O esquema deu Certo e o arqueiro Rafa Padilha explodiu uma bomba para o gol do adversário. A bola desviou no Rafinha e foi sem perdão diretamente para o gol: Vasco 1 a 1. O empate estava levando o jogo para prorrogação. Logo em seguida, Catarino quase ampliou para o Gigante da Colina, mas o goleiro adversário fez milagre tirando a chance do Cruzmaltino. O Vasco tinha mais a posse de bola, mas estava dando azar com a forma que a bola chegava. A dificuldade para finalizar era explícita no placar. O goleiro do Sampaio Corrêia também tem bastante qualidade e atuava com muita responsabilidade sendo gigante, como o Rafa Padilha. Os dois arqueiros foram os destaques da partida jogando com os pés e as mãos.

TEMPO EXTRA: 

No tempo extra da prorrogação, em uma cobrança de falta o Luquinhas foi inteligente e ampliou para o Vasco da Gama, obrigando o Sampaio Corrêa partir para cima: Vasco 2 a 1. Logo em seguida, Edim bateu uma falta jogando a bola para longe. O Rafa Padilha só acompanhou a bola e não precisou se preocupar em buscá-la. O Vasco seguiu o resto da partida sendo bastante ofensivo e foi para cima. Restando menos de vinte segundos para o final do jogo, o Sampaio Corrêa ganhou uma falta bem próxima ao gol e levou a melhor com Datinha: Vasco 2 a 2. O jogo se encaminhou para os pênaltis.

COBRANÇA DE PÊNALTIS:

1º: Datinha- Sampaio Corrêa- 1 x 0

2º: Betinho- Vasco da Gama- 1 x 1

3º: Igor- Sampaio Corrêa- 1 x 1

4º: Benjamin Jr.- Vasco da Gama- 1 x 1

5º:  – Sampaio Corrêa- 2 x 1

6º: Luquinhas- Vasco da Gama- 2 x 2

7 º: Edim- Sampaio Corrê- 2 x 2

8º: Jordan- Vasco da Gama- 3 x 2

FICHA TÉCNICA
Vasco da Gama   x  Sampaio Corrêa- MA
Campeonato Brasileiro-  Final

Data: 22/11/2020, Domingo
Horário: 14h:30
Local: Parque Olímpico, Barra da Tijuca (RJ)

JOGADORES DO VASCO DA GAMA: Rafa Padilha, Catarino,  Jordan, Mauricinho e Benjamin.

Lira, Josep, Betinho, Luquinhas, Rafinha, Bokinha e Lucão.

JOGADORES DO SAMPAIO CORRÊA: Jefinho, Datinha, Gerlan, Edim e Igor.

Técnico: Fábio Costa

Fonte: Site Oficial do Vasco
  • Domingo, 22/11/2020 às 16h00
    VascoVasco 1
    São PauloSão Paulo 1
    Campeonato Brasileiro Morumbi