Clube

Bombeiros e Ministério Público realizam vistoria em São Januário

O Corpo de Bombeiros e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro realizam uma vistoria em São Januário na manhã desta sexta-feira. A ação faz parte da análise do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), proposta apresentada pelo Vasco ao MP/RJ para liberar a volta do público ao estádio, que não recebe torcedores desde 22 de junho.

De acordo com a informação divulgada pelos Bombeiros, a intenção é verificar as condições dos dispositivos de segurança contra incêndio e pânico do local. Um procurador do MP está acompanhando os Bombeiros na vistoria.

Na última quarta-feira, o Vasco apresentou uma proposta de TAC ao Ministério Público. Internamente, há uma confiança grande na liberação de público no estádio. Haverá novo encontro na semana que vem que tende a selar o acordo entre as partes. Assim, o clube poderia ter público no jogo contra o Coritiba, no dia 21 de setembro.

Como foi a reunião entre Vasco e MP

Em encontro na última quarta, o Vasco apresentou ao Ministério Público e ao procurador geral de justiça, Luciano Mattos, o Termo de Ajustamento de Conduta para liberar a presença de público em São Januário. Segundo o procurador, a apresentação do TAC busca melhorar a segurança do estádio.

- Vamos fazer um exame mais detalhado dessa proposta. Acreditamos que estamos avançando num sentido positivo para a celebração desse termo de compromisso. A nossa expectativa é que na semana que vem façamos uma nova reunião com a presença de órgãos públicos e da federação, para conhecerem os termos da proposta.

Havia a expectativa de conseguir a liberação nesta quarta, mas o Procurador Geral explicou que quer ouvir os órgãos envolvidos.

- Hoje (quarta-feira) foi a primeira reunião, estamos conhecendo o processo, o Vasco apresentou algumas iniciativas. É importante aprofundar a análise e, antes de tomar a decisão, ouvir os órgãos públicos envolvidos. A questão da segurança nos estádios é objeto da nossa preocupação há muito tempo.

- Em relação a São Januário, o objeto são os fundamentos da ação, e o que a gente avalia é quais medidas devem ser adotadas de acordo com o pedido contido na ação. As principais são as medidas internas de segurança, como reconhecimento facial, maior monitoramento dentro e no entorno, medidas que possam contribuir com a operação da Polícia Militar e demais órgãos.

Na proposta apresentada, o Vasco se compromete a efetuar algumas melhorias que dizem respeito ao esquema de segurança de São Januário, dentre as quais a implementação do sistema de reconhecimento facial nas catracas de acesso ao estádio, medida que terá grande peso na decisão do Ministério Público do Rio. Esses são alguns pontos:

  • Aumento no número de catracas
  • Aumento do espaço útil no acesso às catracas
  • Ajuste na abertura dos portões para o sentido da saída
  • Aumento do número de câmeras no interior do estádio
  • Reconhecimento facial nas catracas (para o jogo contra o Coritiba, apenas algumas estariam com o sistema funcionando)

Para o próximo encontro serão convidados representantes dos seguintes órgãos: Polícia Militar, Polícia Civil, Defesa Civil, Prefeitura Municipal do Rio e Federação de Futebol do Estado do Rio.

Fonte: ge
  • Domingo, 12/05/2024 às 18h30
    Vasco Vasco 2
    Vitória Vitória 1
    Campeonato Brasileiro - Série A São Januário
  • Domingo, 02/06/2024 às 18h30
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série A São Januário
  • A definir
    Vasco Vasco
    Flamengo Flamengo
    Campeonato Brasileiro - Série A Maracanã
  • A definir
    Vasco Vasco
    Palmeiras Palmeiras
    Campeonato Brasileiro - Série A Arena Barueri
  • A definir
    Vasco Vasco
    São Paulo São Paulo
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir