Bruno Maia explica a relação dos clubes com lojas virtuais

06/08/2020 às 10h17 - CLUBE

Helder Floret @hfloret

Eu não entendo pq o Vasco não tem uma loja online onde o torcedor consiga comprar todas as peças da coleção em qualquer tamanho

Bruno Maia @brunomaia14 ·

Tem algumas razoes, mas veja, não sao justificativas, são explicações sobre a dificuldade e, a partir delas, talvez alguém possa entender o problema e pensar a solução, como qq startup ou executivo faria.

A 1a é que ter a loja não garante ter todas as peças já q há uma dependência da fornecedora, sua linha de produção e reposição e uma série de problemas operacionais que advém disso. Pouquíssimos clubes do mundo conseguem oferecer esse cenário, a não ser com produção própria ou.

Uma linha de alta escala de distribuição global q crie uma conta dedicada ao clube dentro da fornecedora. Algo mto difícil, para além da dificuldade q ja existem nas negociações de coisas mais básicas ainda nos contratos com essas fornecedoras

Outro ponto... os clubes tb dificilmente TÊM as lojas pela dificuldade específica de operação de um ecommerce. É muito melhor criar uma operação de parceria com um grande player, que ja tem controle de estoque, centrais de distribuição, central de atendimento ao cliente...

Profissionais de TI, marketing, etc, e se fazer uma parceria pra que essas lojas criem um ambiente do time "x", que aos olhos do torcedor atenda a necessidade de ver uma "loja" do clube. Ela vai ter toda a cara disso, mas nao vai SER do clube

Num caso desses, a operação segue fora do clube, numa espécie de licenciamento da operação - o que eu ainda acho o melhor modelo, pois reduz custos pro clube e deixa a operacao na mão de quem é mais preparado pra atender melhor o público. Em teoria.

Só que aí vem outro problema, a operação sai da tua mão de novo. O Vasco, por exemplo, teve uma operacao com a netshoes, qdo ela entrou em declínio total. E, às vezes, mesmo sem entrar numa fase dessas, especialmente pelo nível do mercado nacional, as empresas não têm...

Braços pra dar foco a essas lojas especificamente, não tem um "account manager" , como chamamos tecnicamente alguém q vai ficar cuidando daquilo dentro da empresa, pq o volume de vendas não é suficiente pra eles investirem nisso.

Acaba que o torcedor percebe e fica puto com o seu clube, mas vários outros estão passando pelo mesmo problema, na mesma hora, com aquela grande empresa. pq são poucos os parceiros no país aptos a atendrr o tamanho das torcidas e a ineficiência deles fica sem concorrência.

Do lado do time de mkt, estivemos na mesa pressionando, buscando soluções, criando ações pra fortalecer as parcerias, como forma de tentar melhorar questões operacionais e, com isso as vendas, e assim pleitear mais foco pro nosso produto.... ufa! mas eh uma longa luta estrutural

Por fim, pra piorar, ainda há a luta pra se manter as franquias oficiais do Gigante da Colina com prioridade. Mtas vezes, o volume de venda dessas lojas é baixo frente às grandes marcas - essas, que várias vezes são as parceiras de uma grande loja digital pro país todo

E vc tem que amarrar muito bem pra não tirar a prioridade do franqueado de ter acesso ao produto primeiro nas lojas oficiais físicas, que têm vários donos. Enquanto a digital é um parceiro só. Veja o que aconteceu com a Centauro agora.. É uma luta sempre a ser travada

Às vezes vc se vê atropelado pela relação grande lojista/fornecedor, pq a negociação dos produtos nao passa por dentro do clube, saca? Eh entre eles. O clube tem um peso institucional forte e o exerce, mas às vezes o tamanho da operação e de gente envolvida foge do controle

Enfim, espero ter ajudado a desenhar melhor o problema. Vc sabe que gosto, sempre gostei de esclarecer as caixas pretas que eu encontrava pra torcida, pq disso podemos pensar solucoes juntos e avançar o clube ouvindo tb.

Me assusta nenhum grupo ter tido até aqui essa humildade de fazer perguntas chaves pra quem esteve diante dos problemas, até pra conhecer melhor e poder ser efetivo no desenho de um plano estratégico.

Existem soluções, claro!! Mas elas vão ser + demoradas se não se aproveitar as experiências anteriores, que são patrimônios executivos do clube - q eh como qq empresa trata esse tipo de informação - e ficarmos dependendo de genialidades pessoais.

O Vasco precisa de todos pra andar mais rápido.. precisamos de velocidade e não podemos perder a chance de sermos ajudados. Então, aproveito que todos esses grupos te leem, pra deixar essas informações aqui.

Quem sabe nao ajuda-os a acharem melhores soluções e mais rápido, nao é? E, como eu sempre digo ninguém precisa estar no Vasco para ajudá-lo. Sempre q tiver pergunta e eu souber/puder responder, conte comigo. Obrigado pela chance de dividir isso com vcs! Vamo que vamo! Abss /+/

Fonte: Twitter de Bruno Maia/ex-VP de Marketing do Vasco