Campello diz quanto já pagou em dívidas na sua gestão

19/11/2018 às 23h10 - FUTEBOL

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, negou que tenha xingado o árbitro Wilton Pereira Sampaio após o jogo contra o Corinthians no último sábado (17), diferentemente do que foi informado pelo juiz na súmula da partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

Campello confirmou que falou com Sampaio após o fim da partida no vestiário, revoltado com os erros de arbitragem, mas não chegou a ofendê-lo, apesar de não lhe faltar vontade.

"Na realidade, eu reclamei com o árbitro com o que aconteceu no jogo, mas não ofendi ele em momento algum. Não foi por falta de vontade, mas porque não está de acordo com uma postura de presidente de clube. De fato, ele foi xingado, não por mim, mas por outras pessoas que estavam lá", afirmou Campello em entrevista ao programa "Jogo Sagrado", do Fox Sports.

Perguntado se este campeonato teria a pior arbitragem da história, Campello não soube dizer, mas reconheceu o nível baixo e comentou que o Vasco não é contra o árbitro de vídeo (VAR).

"Não sei se é a pior arbitragem da história, mas tem sido muito ruim. Os erros têm sido muito frequentes. O Vasco nunca foi contra o VAR, o Vasco é contra pagar o VAR, esse custo tem que ser da CBF e não dos clubes. Agora, eu concordo que tem que se decidir os critérios. Numa situação semelhante é pênalti, e em outra não. Esses critérios precisam ser melhorados", continuou o presidente.

Campello defendeu a profissionalização da arbitragem brasileira, que, na sua visão, ajudará a diminuir os erros: "Esse árbitro já tinha errado contra o Vasco no jogo contra o Sport. Isso já vem de longa data. Mas eu prefiro acreditar que é só uma coincidência. Acho que tem que profissionalizar sim o árbitro de futebol. Em um esporte que gera tanto dinheiro, é um absurdo só o árbitro não ser profissional".

Por fim, o presidente do Vasco reconheceu que o dinheiro no clube está escasso por conta de gestões passadas. Ele revelou que o Vasco já pagou R$ 70 milhões apenas em dívidas em sua gestão. Ele pediu calma aos vascaínos e paciência com seu jeito de gerir o clube.

"O Vasco já pagou R$ 70 milhões em dívidas. Por causa de toda a história dos últimos 15, 20 anos, o dinheiro está comprometido. Não se quebrou esse ciclo, nós estamos quebrando esse ciclo vicioso. Não adianta você pensar que adianta montar um time forte e não ter dinheiro para pagar, e aí entra no atraso salarial. Nós estamos quebrando esse ciclo, reduzindo os custos do clube, melhorando na administração, melhorando na performance e aumentando as receitas, mas isso não se faz da noite pro dia", concluiu.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br Alexandre Campello
Alexandre Campello

Fonte: UOL Esporte

Mercado

Não Confirmado

Você aprova a saída de Martín Silva?

Especulações Mercado