Campello diz que Vasco não aceitará cessão do Maracanã ao Flamengo

04/04/2019 às 18h42 - CLUBE

Depois de acompanhar à distância a apresentação da proposta conjunta de Flamengo e Fluminense ao Governo do Estado do Rio de Janeiro para administrar o Maracanã até outubro, o Vasco decidiu se manifestar oficialmente. O clube havia sugerido que os quatro grandes do Rio de Janeiro se unissem na missão, mas não teve retorno e viu um novo modelo surgir sem ser informado sobre a aliança.

A reportagem apurou que na reunião da última quarta-feira, na sede da Federação de Futebol do Rio (Ferj), foi feito um esforço para que os clubes tivessem protagonismo repartido, mas principalmente o Flamengo deseja mais poder no comando do estádio. Depois do encontro, era esperado que Fla e Flu fizessem propostas separadas. A parceria gerou surpresa.

- Nos preocupa muito, o Vasco não concorda com esse tipo de cessão de direitos. O Vasco não irá aceitar esse tipo de direcionamento. O Maracanã é um patrimônio do povo, foi construído com dinheiro da sociedade e não pode ser usado de maneira exclusiva por um dos clubes. Vamos buscar os nossos direitos, na Justiça ou em outro lugar - disse Campello.

Segundo o presidente do Vasco, houve uma reunião na Casa Civil para tratar o assunto. O clube foi questionado sobre sua intenção de participar da gestão do Maracanã e respondeu positivamente. No entanto, o dirigente havia demonstrado preocupação com os prazos colocados em pauta pelo Governo do Rio de Janeiro.

- Eles apresentaram um cronograma em que o atual gestão deveria sair no dia 19, e no dia 21 teríamos a final do Campeonato Carioca. Achei um tempo muito pequeno para debater o assunto, especialmente em um estádio da grandeza do Maracanã. Não tivemos do estado nenhuma informação sobre custos, operação. Eles disseram que era o tempo que se tinha para iniciar essa gestão temporária - disse.

Foto: Felippe CostaCampello
Campello

Fonte: GloboEsporte.com