Campello fala sobre Witzel, sociedade com Flamengo e clássicos em São Janu

09/04/2019 às 20h45 - CLUBE

Presidente do Vasco, Alexandre Campello foi categórico ao afirmar que não aceitará passivamente a concessão do Maracanã à dupla Fla-Flu. Em entrevista ao Blog do Mauro Cezar, no "Uol", o dirigente criticou a postura do governador do Rio, Wilson Witzel; revelou detalhes da parceria entre rubro-negros e tricolores; ironizou o Fluminense; e afirmou que está disposto a mandar os clássicos em São Januário, mesmo que com torcida única.

Governador Wilson Witzel

"Não se pode fazer o que o governador está fazendo, privilegiando um clube em detrimento dos outros. Isso vai gerar mais um fator de desequilíbrio entre os clubes. Estão querendo transformar o futebol brasileiro em futebol espanhol, e é contra isso que nós estamos lutando (...). O grande erro é do governador, que esteve no Maracanã de bermuda e camisa do Flamengo se prontificando a entregar o troféu da Taça Rio, até que o elevador enguiçou e ele não conseguiu chegar ao campo. Acho inadequado...".

Sociedade entre Vasco e Flamengo

"O Vasco se associaria ao Flamengo e deixaríamos Fluminense e Botafogo jogarem lá, mas o Flamengo ficaria com parcela maior, o Vasco outra, inferior, e os dois outros uma ainda menor. Mas eles (Flamengo) ficariam com o controle da gestão. Recusamos e então eles foram falar com o Fluminense, que aceitou". 

Parceria entre a dupla Fla-Flu

"Sei qual é o trato entre eles, o Fluminense está preocupado com migalhas, em não ter prejuízo nos jogos. Propuseram irmos com eles e alijar o Fluminense, mas o Flamengo teria o controle absoluto da gestão. Não concordamos".

Clássicos em São Januário

"O Maracanã deixou de ser um campo neutro, vamos comunicar oficialmente à Federação do Rio e à CBF que todos os jogos do Vasco serão em São Januário. Se acharem que não há segurança, vamos com torcida única".

Fonte: O Dia