Campello participa do programa 'SportsCenter'; assista

11/10/2020 às 23h29 - CLUBE

O clássico carioca ainda não chegou ao fim. Revoltado com as decisões da arbitragem na derrota de virada para o Flamengo por 2 a 1, no sábado, o presidente do Vasco, Alexandre Campello, aumentou o tom das críticas e promete uma reação rápida.

O dirigente vai cobrar agora da CBF uma posição para saber com clareza quais são os critérios adotados pelo VAR. E vai além: quer uma auditoria externa para saber quem está operando as linhas de impedimento do árbitro de vídeo, um dos lances que mais geram polêmica nos jogos do Campeonato Brasileiro.

"Um frame de vídeo a mais, um a menos, e quem opera isso pode fazer o que quiser com estas linhas. Muda toda a característica do lance", protestou Campello, que não descarta também convocar todos os clubes para conversarem sobre o custo-benefício do auxílio da tecnologia nos jogos.

"Para o Vasco não compensa. Em doze situações que o VAR foi chamado, nove tiveram decisões contra nós, muitas contestáveis".

Alexandre Campello já coloca pressão, inclusive, sobre o jogo contra o Corinthians, marcado para o dia 21 de outubro, em São Januário.

"Já coloco antecipadamente esta partida sob suspeição. Quero saber quem será o trio de arbitragem. Fomos prejudicados nas últimas seis partidas que fizemos contra eles". E acrescentou: "Dois times são claramente favorecidos pelo VAR: Flamengo e Corinthians".

Novo técnico

Após a demissão de Ramon Menezes, o torcedor do Vasco ainda aguarda com ansiedade a definição do novo técnico do time, que ocupa a 10ª colocação na tabela do Brasileirão. E Campello promete que o futuro comandante será anunciado no máximo em 48 horas. Mas já definiu quem não vem. "Dorival Júnior e Dunga estão descartados".

A reportagem apurou que Dorival não aceitou o convite porque já estaria apalavrado com outro clube.

"O perfil do novo treinador é ter muita experiência. Não deu certo com Abel Braga, mas tivemos resultados com Vanderlei Luxemburgo".

Perguntado sobre Felipão, o dirigente não quis confirmar se houve contato ou se há negociação com o treinador pentacampeão mundial e que está sem clube desde que foi demitido do Palmeiras, na última temporada.

 

Fonte: ESPN