Campello vai à delegacia para depor sobre venda do atacante Paulinho

30/08/2019 às 14h23 - CLUBE
Foto: Bruno Marinho/ ExtraCampello (esquerda) chega à Delegacia de Defraudações para prestar depoimento
Campello (esquerda) chega à Delegacia de Defraudações para prestar depoimento

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, presta depoimento nesta sexta-feira sobre o 'caso Paulinho'. Alvo de investigações após duas denúncias sobre um suposto uso de uma conta no exterior para receber os R$ 76 milhões relativos à venda do atacante ao Bayer Leverkusen, da Alemanha, o mandatário já está na Cidade da Polícia, em Benfica.

As denúncias estão nas mãos da Delegacia de Defraudações (DDEF), que investiga o caso, e são de autoria do restaurante Espetto Carioca, credor do clube, e de um conselheiro membro do grupo político Identidade Vasco. Segundo elas, o presidente teria usado do expediente para evitar que o dinheiro da venda passasse pelo Brasil e acabasse utilizado automaticamente para quitar dívidas.

No último dia 23, o dirigente se defendeu das acusações, durante o lançamento do projeto do projeto do novo centro de treinamento do clube. Segundo Campello, as denúncias são um "movimento político".

— Isso já foi mais do que investigado, exaustivamente, inclusive pela oposição, pelo Conselho Fiscal e pela CBF. Estou absolutamente tranquilo. Tenho certeza de que esse é um movimento político, isso não partiu do nada. Foi uma denúncia estimulada e trabalhada pela oposição. Estou mais preocupado com o momento financeiro do Vasco, trazer uma solução. Todo dinheiro entrou numa conta do Vasco e foi movimentado dentro de contas do Vasco. A suspeita não é que o presidente desviou dinheiro do clube. É que ele ludibriou credores para proteger o Vasco, o que não aconteceu. Tanto que sofremos penhoras nesse período. Estou absolutamente tranquilo — explicou Campello.

Fonte: Extra Online