Política

Candidatos citam o motivo pelos quais consideram que merecem ser eleitos

0

Pelo segundo sábado seguido, os sócios do Vasco vão às urnas para escolher o novo presidente no triênio entre 2021 e 2023. E, diferentemente do último final de semana, o formato da votação será diferente.

Por conta dos riscos de aglomeração e como forma de prevenção à COVID-19, a Assembleia Geral do clube determinou que a eleição fosse híbrida. Assim, os sócios podem votar presencialmente, na sede do Calabouço, ou online. Ao todo, segundo a Junta Deliberativa, 7981 associados têm direito a voto.

As eleições desse ano do Vasco estão marcadas por disputas judiciais entre as chapas e grupos políticos do clube. Uma liminar na sexta-feira (6) fez com que a eleição ocorresse no dia seguinte.

Às 20h do próprio sábado (7), uma decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) fez com que o pleito fosse suspenso. Ainda assim, a pedido do candidato Leven Siano, a votação prosseguiu. As chapas de Alexandre Campello, Jorge Salgado e Julio Brant chegaram a se retirar do local por discordarem da decisão.

Por falta de local para as urnas serem guardadas, a votação foi apurada e, às 4h20 da manhã, após a contagem de 3447 votos, Leven Siano se declarou vencedor do pleito e presidente do clube por ter 1155 votos, a maioria da totalidade.

Com a remarcação das eleições para este sábado (14), os candidatos Alexandre Campello, Leven Siano e Sérgio Frias retiraram suas candidaturas por não concordarem com a definição.

Leven, inclusive, reivindica judicialmente que a sua vitória na votação do dia 7 seja considerada e ele possa assumir a presidência do Vasco.

Com as desistências dos três candidatos, restaram na eleição as chapas "Mais Vasco", que tem como concorrente Jorge Salgado, e "Sempre Vasco", de Julio Brant. Os dois falaram com exclusividade ao ESPN.com.br e citaram o motivo pelos quais consideram que merecem ser eleitos.

Veja a entrevista completa com Jorge Salgado

 Veja a entrevista completa com Julio Brant

Jorge Salgado

“Eu me preparei muito para isso e, agora, estou em um momento da minha vida em que tenho tempo para fazer isso. Não sou mais diretor da minha empresa, não tenho a obrigação diária de estar lá. Fiquei assistindo de fora os últimos 20 anos, vendo o clube sofrendo uma decadência. Na minha época, o Vasco entrava sempre com o objetivo de disputar o título. E, nos últimos 20 anos, a gente entra para participar, não para ganhar".

"Houve uma decadência financeira visível. A gente é a quarta ou quinta maior torcida do Brasil e na hora que arrecada é 12°. Olhando esse quadro todo, pensei que tinha que fazer alguma coisa. Então, aceitei esse desafio. Tenho certeza, que ao final desses três anos, vamos entregar um clube muito melhor. Nós temos um plano de trabalho, minha equipe são mais ou menos 80 pessoas, a gente levantou todos os problemas desses últimos 20 anos, as causas e as soluções. A gente tem tudo para fazer um bom trabalho”

Julio Brant

“A gente tem um projeto muito consolidado, sólido, nos últimos sete anos. É o mais maduro apresentado aos sócios, não começou para uma eleição, há seis, sete meses atrás. É um projeto que há seis anos eu venho discutindo e debatendo, com os vascaínos do Rio de Janeiro e Brasil afora, sobre aquilo que queremos fazer para o Vasco. Nós temos um projeto que, hoje, além da solidez, de uma gestão moderna, uma ruptura com o modelo que é feito até hoje no Vasco, tem a visão dos sócios do Brasil muito bem preservada e muito bem garantida".

"Trabalhamos muito para que todas essas minhas viagens, para a Paraíba, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Brasília, enfim, vários lugares do Brasil todo, para que toda essa visão ficasse refletida no projeto, para que pudéssemos trazer para a visão do vascaíno do Brasil o que ele quer do Vasco. A gente apresenta um projeto que tem uma solidez muito forte em termos de captação de recursos, tem uma proposta de gestão muito refinada, moderna, muito transparente, coisa que no Vasco tem sido muito difícil nos últimos anos, e em tudo isso uma visão profunda do sócio-torcedor do Rio e do Brasil todo”.

Fonte: ESPN
  • Quinta-feira, 26/11/2020 às 21h30
    VascoVasco 1
    Defensa y JusticiaDefensa y Justicia 1
    Copa Sul-Americana Estádio Norberto "Tito" Tomaghello
  • Segunda-feira, 30/11/2020 às 18h00
    VascoVasco
    CearáCeará
    Campeonato Brasileiro São Januário
  • Quinta-feira, 03/12/2020 às 21h30
    VascoVasco
    Defensa y JusticiaDefensa y Justicia
    Copa Sul-Americana São Januário
  • Domingo, 06/12/2020 às 16h00
    VascoVasco
    GrêmioGrêmio
    Campeonato Brasileiro Arena do Grêmio
  • Segunda-feira, 14/12/2020 às 20h00
    VascoVasco
    FluminenseFluminense
    Campeonato Brasileiro São Januário