Carlos Alberto: "Tenho orgulho de jogar pelo Vasco"

27/10/2009 às 08h43 - CLUBE

Para muitos, aceitar disputar a Série B do Campeonato Brasileiro era um sinal de franca decadência. Mas Carlos Alberto hoje refaz os rumos de sua história, exatamente como o Vasco. Jovem que, de tão falado e rodado, parece um veterano, aos 24 anos, ele assumiu a patente de capitão de uma nau que, há meses, estava à deriva. Atualmente, enquanto o clube retoma a rota — confirmará a volta à Série A caso vença o Fortaleza, sábado, no Castelão, e Portuguesa e Figueirense tropecem —, Carlos Alberto revela a satisfação de ter brilhado num ano de reconstrução.

— Sou feliz no Vasco. Com 10 dias de pré-temporada, já tinha a certeza de que havia feito a escolha certa. É difícil para um jogador que não caiu com o time aceitar o desafio de ajudá-lo a subir. Mas aceitei e não me arrependo. Pelo contrário, tenho orgulho de jogar pelo Vasco — afirmou.

Há cinco anos, seria algo impensável ver Carlos Alberto na Série B. Campeão Mundial e da Liga dos Campeões pelo Porto, em 2004, ele se deslumbrou e, ao rodar o mundo, cruzou seu caminho com o vascaíno. De aspirante a craque a jogador-problema, se viu obrigado a modificar seu comportamento.

Fortaleza cobra seis vezes mais por ingresso visitante

No início da Série B, chegou a revidar pancadas e ser punido com cartões. Recentemente, Carlos Alberto foi citado pelo técnico da Inter de Milão, José Mourinho, como exemplo de jovem talentoso, que se perdeu precocemente.

— Faz tempo que não tenho contato com ele. Pelo visto, não sabe como estou feliz aqui no Vasco — disse o apoiador, recuperado das dores no dedão do pé direito.

Fonte: O Globo