Casaca! protocola lista com 92 assinaturas sobre uma nova reunião

19/06/2019 às 16h09 - CLUBE

O Grupo Casaca! protocolou nesta quarta-feira à tarde, na Secretaria Social do Vasco, documento com 92 assinaturas pedindo uma nova reunião no Conselho Deliberativo para que o possível empréstimo de R$ 20 milhões seja discutido. Agora, cabe a Roberto Monteiro, presidente dos conselheiros, convocar o encontro, que deve ser realizado na próxima semana.

O Casaca! procurou conversar com diferentes lideranças de grupos de posição do Vasco para conseguir o maior número de assinaturas possível. Desde sexta-feira, nomes fortes nos bastidores do Vasco conversavam para que a lista entregue na Secretaria apresentasse diversas frentes, não apenas a chapa que teve a ideia de pedir a nova reunião.
 

Membros da Identidade Vasco, por exemplo, liderada por Roberto Monteiro, oposição declarada a Alexandre Campello, assinaram o documento. Dos 92 nomes, 16 são ligados ao grupo que fez parte do início da gestão do atual presidente, mas rompeu e agora está do lado oposto no Conselho Deliberativo.

Elói Ferreira, primeiro vice-geral do Vasco e oposição a Campello, assinou o documento com outros nomes da Identidade Vasco. Fred Lopes, que já foi vice-presidente de futebol da atual gestão e agora lidera o Avante Vasco, está entre os 92 nomes.

Além deles, outros conselheiros com ligações com a oposição do Cruz-Maltino assinaram a lista: Euriquinho, Silvio Godói, Luis Manoel, Antonio Peralta, Jorge Salgado, Celso Monteiro (irmão de Roberto Moneiro), Pedro Strozenberg (coordenador da Identidade Vasco) e outros.
 

- Não queríamos um movimento de diretoria. É um assunto absolutamente institucional e a gente fez esse movimento tentando seguir a pauta política que temos proposto, que é o diálogo mínimo em prol da instituição - disse o advogado Leonardo Rodrigues, do Grupo Casaca!, ao GloboEsporte.com.

Nenhum membro do Sempre Vasco, importante grupo de oposição liderado por Julio Brant, assinou o documento.

Recentemente, o Conselho do Vasco se reuniria para discutir o empréstimo de R$ 20 milhões, mas não houve quórum, e a reunião foi cancelada. Na ocasião, a pequena presença de membros de alguns grupos de oposição, como a Sempre Vasco e a própria Identidade Vasco, incomodou Alexandre Campello.

Fonte: Globoesporte.com