Castan admite: "Ninguém está tranquilo"

26/11/2018 às 19h49 - FUTEBOL

O elenco do Vasco recebeu folga nesta segunda-feira (26), após a derrota de ontem para o Palmeiras, em São Januário. No entanto o dia será decisivo para os vascaínos, já que o Sport enfrenta o São Paulo, no Morumbi. Em caso de derrota dos pernambucanos, o Vasco vai entrar em campo contra o Ceará na última rodada precisando apenas de um empate para permanecer na elite do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Leandro Castan admitiu que vai secar o adversário na luta contra o rebaixamento.

“Vai ser uma rodada longa. É difícil ficar torcendo para os outros. Eu não gosto, mas infelizmente a gente não fez a nossa parte. A vitória sobre o São Paulo foi fundamental e caso empatássemos com o Palmeiras, estaríamos mais tranquilos agora”.

Mesmo com o Sport vencendo, o Vasco vai depender apenas das próprias forças para sacramentar a permanência na elite do futebol brasileiro. Entretanto essa condição não deixa Leandro Castan mais tranquilo.

“Tranquilo ninguém está. Nem a gente está tranquilo. Se eu falar para o torcedor ficar tranquilo, ele vai me xingar. Na verdade é que nós vamos lutar até o final. Independente de todos os problemas e limitações, nossa equipe luta em todo o jogo e com certeza vamos lutar mais uma vez para buscar a permanência na primeira divisão”.

Castan parabeniza torcida e pede desculpas pela situação

A derrota para o Palmeiras fez com que o Vasco chegasse na última rodada com chances de rebaixamento. Para o torcedor vascaíno essa situação é desesperadora por conta do histórico recente de quedas para a Série B. Devido a isso, Leandro Castan parabenizou os torcedores pelo apoio e aproveitou para pedir desculpas pelo momento atual.

“O torcedor está de parabéns. Nós não podemos pedir e nem reclamar de nada. Eles estão aí, sofrendo com a gente. Temos é que pedir desculpas. Vamos lutar até o final para a permanência porque o Vasco é muito grande para sair da primeira divisão.

Leandro Castan entende todas as críticas que o time vem recebendo, porém afirmou que não se pode reclamar da entrega em campo.

“Já faz tempo que estamos jogando final de Copa do Mundo. Foi assim contra o Atlético-PR, São Paulo e agora contra o Palmeiras. Nossa equipe continua trabalhando e jogando sério. Pode falar o que for desse time, mas vontade não falta. Pode ter certeza que vamos lutar lá também.

Lamentação por ser o capitão

Um dos jogadores mais experientes do elenco do Vasco, Leandro Castan é um dos líderes e atualmente o capitão da equipe. No entanto a braçadeira foi recebida com muita tristeza, já que ele herdou a capitania por conta da grave lesão de Ramon.

“Na verdade eu fico muito triste por assumir a braçadeira porque o capitão é o Ramon. Ele se machucou e a responsabilidade veio para mim e não gostaria que fosse assim”.

Apesar de tudo, Castan não foge da responsabilidade e assume a liderança perante aos companheiros. O zagueiro salientou que o Vasco depende apenas do próprio esforço para obter o objetivo.

“O que eu procuro passar para a rapaziada é o que eu sempre falei. Depende somente da gente. Infelizmente não conseguimos contra o Palmeiras. Agora é esperar o resultado de hoje, mas ainda vamos continuar dependendo apenas da gente. Temos que ir lá no Ceará e buscar a permanência do Vasco na primeira divisão”.

Foto: Site Oficial do Vasco Castan
Castan

Fonte: Esporte24Horas

Mercado

Não Confirmado

Você aprova a saída de Luan?

Especulações Mercado