Clubes lamentam morte de Thalles após acidente e prestam homenagens

22/06/2019 às 10h19 - FUTEBOL

A morte do atacante Thalles, que pertence ao Vasco e estava emprestado à Ponte Preta, pegou todos de surpresa. Após o acidente trágico que vitimou o jogador, outra pessoa e deixou mais três feridos, os clubes prestaram homenagens nas redes sociais.

O primeiro a se manifestar publicamente foi o Vasco, clube que Thalles defendeu a partir dos 11 anos e se profissionalizou, em 2013. O atacante também passou pelo Albirex Niigata, do Japão, e desde janeiro era jogador da Ponte Preta (que também prestou solidariedade nas redes sociais).

Veja abaixo as publicações:

Ainda chocados com a notícia do acidente, lamentamos profundamente o falecimento do atacante Thalles Lima de Conceição Penha. Desejamos muita força aos familiares e amigos neste momento difícil.

De maneira triste e consternada, a Ponte Preta recebeu na manhã deste sábado (22) a notícia da morte do atacante Thalles, em um trágico acidente. Neste momento de dor, nos solidarizamos com familiares e amigos. Nossos corações e nossas orações estão contigo, Thalles! pic.twitter.com/pKYPfXvNJI

— June 22, 2019

Dia de luto no futebol. O Clube de Regatas do Flamengo presta solidariedade ao Vasco, à Ponte Preta e aos familiares e amigos do atacante Thalles, que morreu neste sábado. #Luto

— June 22, 2019

Lamentamos profundamente o falecimento do atleta Thalles. O Atlético Clube Goianiense se solidariza com a família, amigos e os clubes pelo qual o atleta atuou, em especial Ponte Preta e Vasco da Gama! Força! #Luto

— June 22, 2019

O acidente

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o acidente foi provocado por uma colisão entre duas motos. Segundo testemunhas, Thalles estaria voltando de um baile funk na comunidade da Cerâmica. Ele tinha quatro filhos. Parentes do atacante reclamaram da demora no atendimento. Todas as vítimas foram levadas para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo.

A carreira

Thalles chegou ao Vasco aos 11 anos e subiu para os profissionais em 2013, com o então técnico Paulo Autuori, aos 17 anos. Tinha chute muito forte e era forte fisicamente. Era uma das grandes promessas do clube e começou marcando gols pelo time de cima.

Marcou duas vezes na vitória por 3 a 2 diante do Goiás no mesmo ano, pelas quartas de final da Copa do Brasil, e fez os dois gols que garantiram o acesso do time para a Série A em 2016, contra o Ceará. Porém, alguns problemas disciplinares e luta constante com a balança fizeram o jogador não vingar no Vasco. Foi emprestado para o Albirex Niigata, do Japão, e no início de 2019 foi defender a Ponte Preta, com empréstimo até o fim da atual temporada.

Chegou em Campinas como a principal contratação para o Campeonato Paulista. Apesar das críticas por não estar em forma, fez cinco gols em 19 jogos na temporada, soma que o garante a artilharia do clube no ano.

Mesmo assim, Thalles estava em baixa na Macaca, a ponto de ter a dispensa avaliada. A intenção da Ponte era que, a partir da chegada de Roger e outros jogadores de ataque, Thalles fosse negociado na pausa da Copa América.

Fonte: GloboEsporte.com