Com Luxemburgo, Vasco retoma práticas que estavam em baixa

24/07/2019 às 08h02 - FUTEBOL

Vanderlei Luxemburgo nada contra a maré no Vasco. A caminho do terceiro mês à frente do time, não abriu mão de princípios de trabalho que carrega desde o começo da carreira e deu de ombros para dogmas do futebol atual. Assim tenta levar a equipe a uma posição mais confortável no Brasileiro — atualmente está em 15º, a apenas três pontos do Z-4.

Um exemplo: praticamente não há mistério no Vasco do “professor”. Quando experimentou fechar atividades e viu que informações de treinos seguiam sendo divulgadas, disse que não tinha nada a esconder e escancarou as portas para a imprensa e, consequentemente, para o torcedor. Tanto que o golaço de Bruno César na cobrança de falta não foi surpresa. Ele já havia sido destaque no jogo-treino do meio de semana.

As atividades em campo reduzido, quase sinônimo de modernidade no dicionário dos técnicos atuais, perderam espaço no Vasco desde que Luxemburgo assumiu. O treinador prefere trabalhar a parte tática no campo inteiro. É adepto também dos coletivos, outra atividade que muitos treinadores atualmente não prezam tanto. Os trabalhos de fundamento, voltados para o aprimoramento de passes, finalizações e cruzamentos, também foram resgatados pela atual comissão técnica.

A metodologia da preparação física segue o mesmo princípio. As atividades na caixa de areia acontecem com frequência, sob o comando de Antônio Mello. Antes, isso não ocorria. Foi assim, aliás, que o meia Bruno César emagreceu 3kg.

Com Alberto Valentim, muitas atividades possuíam os jogadores reservas e titulares misturados na mesma equipe. A ideia era deixar todos os jogadores entrosados com o esquema de jogo do time titular.

Na quarta-feira, Luxemburgo segue a preparação do Vasco para a partida contra o Palmeiras, sábado, em São Paulo. O treinador vascaíno deverá ter a volta do goleiro Fernando Miguel e do atacante Rossi.

Um jogo-treino será realizado contra o Barra Mansa. A realização de atividades simulando partidas aumentou. Com Luxemburgo, será o quarto jogo-treino. Com Alberto Valentim, foram apenas dois em 2019, do começo da pré-temporada até a demissão em abril.

Fonte: Extra