Com orçamento enxuto, Vasco analisa mercado e gasta pouco para contratar

23/12/2018 às 07h01 - CLUBE

O Vasco tem R$ 4,4 milhões previstos em orçamento para gastar com contratação de jogadores, além de R$ 1,5 milhão com comissões e intermediações e R$ 1,5 milhão com luvas. O valor, considerado baixo, tem obrigado a diretoria a "esmiuçar" o mercado para buscar reforços de graça ou com custo bem baixo.

Até este domingo, o Vasco já fechou com o atacante Ribamar, o meia Bruno César e os laterais Claudio Winck e Cáceres, com o qual gastou 100 mil dólares (cerca de R$ 384 mil) para conseguir o empréstimo junto ao Cerro Porteño, do Paraguai.

O valor foi o único gasto do Vasco, até então, na atual janela de transferências. Bruno César conseguiu a liberação do Sporting, Claudio Wink se transferiu deixando 50% de seus direitos econômicos com o Internacional e Ribamar está emprestado e com 50% dos direitos econômicos repassados ao Cruz-Maltino.

A mesma estratégia, de não gastar e mesmo assim adquirir direitos econômicos, está sendo utilizada na negociação com o Paraná pelo volante Jhonny Lucas. O jogador, porém, está na mira do futebol europeu. Por isso, as conversas não avançaram. Se não sair do país, o garoto de 18 anos volta a tratar com o Vasco.

O Cruz-Maltino, então, ainda tem quase todo o seu orçamento para contratar jogadores para a próxima temporada.

Fonte: GloboEsporte.com