Confira a continuação do julgamento de Fellipe Bastos pelo TJD-RJ

26/02/2019 às 17h44 - CLUBE

"...da partida, confusões, do país... Entendemos que a denúncia deve ser mantida somente no 243-G". Procuradoria limitou a pena a Fellipe Bastos de cinco a 10 partidas de suspensão, excluindo a denúncia no 258. #geflu #gevas

Advogado Paulo Rubens faz agora sua sustentação: "Eu vejo na denúncia que extrapola a Procuradoria o seu dever de fiscalizar infrações disciplinares. O que o Vasco não pode admitir é que a Procuradoria faça juízo de valor sobre a vida do denunciado". #geflu #gevas

"Colocar o atleta, sem julgamento, como homofóbico, o Vasco não pode concordar. Tenho de dizer que a conduta do atleta não se amolda ao tipo infracional do artigo 243-G. Ele exige a pessoa que é ofendida. Não pode ser genérico", diz Paulo Rubens. #geflu #gevas

"Tenho de pedir desculpas aos senhores para ler o artigo 243-G. Ele confirma que necessita que haja a pessoa contra quem o ato homofóbico foi praticado. Não há como se negar a existência do vídeo", diz Paulo Rubens. #geflu #gevas

"A torcida do Flu e do Vasco se refere à torcida do Fla como favelado, sem dente, a do Bota vai lá e chama a do Flu de Florminense... Isso infelizmente existe. O Fellipe não criou a música. Ele extravasou, não praticou um ato preconceituoso, de querer humilhar" #geflu #gevas

Paulo Rubens continua sua defesa de Fellipe Bastos. Tenta desqualificar a denúncia do jogador no artigo 243-G alegando que o artigo exige que a ofensa não seja genérica. Pede absolvição. Ou que seja enquadrado somente no 258, com pena de um a seis jogos de gancho. #geflu #gevas

"A Procuradoria chega ao lamentável ponto de comparar esse episódio com a tragédia no Flamengo, com Brumadinho. Ele (F. Bastos) nada mais fez do que reverberar manifestação popular. E se disse arrependido. O vídeo não foi produzido, divulgado por ele", diz Rubens #geflu #gevas

Continua o voto do relator sobre Bastos: "O denunciado teve intenção de ofender, mas não como preconceito. Não pode ser qualificada a expressão usada como discriminatória. Entendo que a conduta é ofensiva, mas é preciso ser observado o aspecto emocional e cultural". #gevas #geflu

Relator vota para que Bastos seja enquadrado no artigo 243-F, com suspensão por quatro jogos e multa de R$ 11 mil. #geflu #gevas

Rafael Lira sobre Fellipe Bastos: "Acompanho a defesa. Tanto o preconceito quanto a ofensa teria de ser direcionado a alguém. Não foi uma declaração pública. Houve um descuido. Não senti dolo específico. Desqualifico a denúncia para o 258". #geflu #gevas

Rafael Lira continua sobre Bastos: "Houve uma negligência dele. Aplico a pena de três jogos de suspensão", encerra o auditor. #gevas #geflu

Continua o voto de Rodrigo Borges sobre Fellipe Bastos: "Reputo a conduta como ofensiva. Acompanho o relator por enquadrar no 243-F, com pena de quatro jogos de suspensão e multa de R$ 11 mil". #geflu #gevas

Julião de Melo vota sobre Bastos: "Entendo que não se aplica esse artigo 243-F. Acho o 258 muito mais adequado para esse tipo de caso. Vejo a atitude muito mais como falta de decoro do que homofobia. Voto por três partidas de suspensão". #geflu #gevas

Wanderley Rebello de Oliveira Filho agora vota sobre Fellipe Bastos: "Hoje em dia o rigor é tanto que a gente não pode se expressar livremente. Então temos de ter muito cuidado. Por quê? O que se pretende ensinar com tudo isso? Respeito". #geflu #gevas

Continua o voto do presidente da mesa: "A gente tem de substituir a tolerância pelo respeito. Só faltou um pouco de ética para ele, não atacou ninguém objetivamente falando. Não pode então nem o 243-F, nem ato descriminatório. Somente uma declaração desrespeitosa" #geflu #gevas

"Então voto por um jogo de suspensão, mas meu voto nesse caso fica vencido. Resultado final é de três jogos de suspensão pelo artigo 258", completa o presidente da 2ª CD. #geflu #gevas

Fonte: twitter de Vicente Seda/GloboEsporte.com