Confira o raio-x dos reforços pós-Copa

30/10/2018 às 09h15 - FUTEBOL

O Vasco mudou bastante após a Copa do Mundo. Sabendo que brigaria contra o rebaixamento, a diretoria foi ao mercado e reforçou o elenco com sete jogadores. Dois já caíram nas graças da torcida e são titulares absolutos do time. São os casos de Maxi López e Leandro Castan. Lenon, Oswaldo Henríquez Lucas Kal, William Maranhão e Vinícius Araújo ainda precisam mostrar mais com a camisa vascaína. Confira o raio-x desses jogadores feito pelo Esporte 24 Horas:

Lenon: o primeiro a chegar

Contratado por empréstimo até o final do ano junto ao Guarani, Lenon, cria do Flamengo, chegou para resolver o problema da lateral-direita. No entanto vem convivendo com lesões musculares. Até o momento foram duas. A primeira na véspera do jogo da volta contra o Bahia, pela Copa do Brasil, o que acabou adiando sua estreia com a camisa do Vasco. Recentemente teve uma nova lesão muscular, coincidentemente contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. Esteve no departamento médico desde então, mas vai estar a disposição contra o Fluminense, sábado, no Maracanã. Atuou em 9 jogos e não comprometeu.

Leandro Castan: o xerife

Chegou com status de titular e com a missão de resolver os problemas defensivos do time, que sofria muitos gols no primeiro semestre. Em pouco tempo, Castan se tornou um dos líderes do elenco do Vasco, sempre aparecendo nos momentos mais difíceis. Disputou apenas 9 jogos já que sofreu uma lesão no ombro que o tirou de 5 rodadas. Com Leandro Castan em campo, o time tem média de 1 gol sofrido por partida. Possui contrato com o Vasco até o dezembro de 2019.

Vinícius Araújo: mais tempo no DM do que em campo

Apresentado junto de Leandro Castan, o atacante não vem tendo o mesmo desempenho que o zagueiro. Devido a uma tendinite no joelho esquerdo, Vinícius Araújo não joga desde o dia 29 de agosto, derrota para o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Por isso atuou pouco, apenas 5 partidas e ainda não fez gol. Já está no trabalho de transição física e possui chances remotas de estar à disposição no clássico contra o Fluminense. O contrato do atacante vai até dezembro de 2019.

Oswaldo Henríquez: reserva imediato para a zaga

Mesmo sem espaço no Sport, o zagueiro foi contratado pelo Vasco para compor elenco, já que Erazo e Paulão haviam deixado o clube. Disputou 8 jogos, 4 como titular e não comprometeu. Nesse período sofreu uma lesão muscular grau 2 na coxa direita que o tirou dos gramados por 8 rodadas. Tem vínculo com o clube até o fim de 2019.

Maxi López: a estrela da companhia

A chegada do argentino foi cercada por muita expectativa. Afinal de contas o Vasco precisava de um homem-gol. Maxi López assumiu a responsabilidade e em apenas 13 jogos, conquistou a confiança dos torcedores e dos companheiros de elenco. Ao todo são 6 gols, 4 assistências e participação direta no gol de Pikachu contra o Cruzeiro ao fazer um belo corta-luz. Maxi López só não participou de 3 gols da equipe com ele em campo. Os 2 da vitória sobre o Bahia em São Januário e no gol de Fabrício, na derrota para o Sport. Seguramente o Vasco estaria na zona de rebaixamento se não fosse o argentino, que tem contrato com o clube até dezembro do ano que vem.

Lucas Kal: um espectador do banco de reservas

Dos reforços pós-Copa é o único que ainda não estreou. No entanto vem sendo relacionado para todas as partidas. Está emprestado pelo São Paulo até o fim do Carioca de 2019, mas caso o Tricolor Paulista desejar, pode retornar em dezembro. Antes de chegar ao Vasco, disputava o Campeonato Brasileiro de Aspirantes.

William Maranhão: o titular improvável

Último chegar, o volante vem sendo titular desde que chegou ao Vasco. Ficou apenas um jogo no banco de reservas, na derrota para o América-MG, em Belo Horizonte. No jogo seguinte, contra o Vitória, assumiu a titularidade e não largou mais, somando 8 partidas. Segundo a imprensa portuguesa, William Maranhão está na mira do Benfica. Jogador pertence ao Boavista e está emprestado ao Vasco até dezembro.

Foto: Globoesporte.com Castan
Castan

Fonte: Esporte24Horas