Cotado no Vasco, Dedé comunicou desejo de sair do Cruzeiro

11/01/2020 às 12h53 - FUTEBOL

O zagueiro Dedé vem mantendo todo o processo de fisioterapia no Cruzeiro desde o início da pré-temporada. Mas a sua saída do clube se desenha. Jogador com um dos maiores salários do elenco, dificilmente ele deverá permanecer na Raposa. Em contato com o Super.FC, Ocimar Bolicenho, diretor executivo de futebol do Cruzeiro, afirmou que no encontro que teve com Dedé e representantes, o jogador expressou à diretoria o desejo de encaminhar a saída da Raposa para outro clube.

Em coletiva de imprensa nessa sexta-feira, Adilson Batista evitou falar sobre Dedé e a possibilidade de contar com o atleta como uma referência para os mais jovens, citando nomes como o de Léo, Fábio e Rafael, referências técnicas neste momento de reconstrução.

Questionado sobre a fala do treinador, Ocimar afirmou que a ausência de Dedé nas palavras de Adilson se dava justamente pela posição passada pelo atleta à diretoria. "Ele nos comunicou que gostaria de encaminhar a saída, procurando a opção de seguir a carreira em outro clube", disse o dirigente.

Ocimar destacou, no entanto, que nenhuma proposta oficial teria chegado ao Cruzeiro por Dedé, mas é conhecido o interesse do Vasco em 'repatriar' o jogador que destacou-se na Colina antes de transferir-se justamente para a Raposa. O jogador e seu staff analisam as opções de futuro e a situação deve ter um desfecho nos próximos dias.

Dedé chegou ao Cruzeiro em abril de 2013, contratado junto ao Vasco por R$ 14 milhões. Neste período, ele disputou 188 partidas, marcou 15 gols e sofreu com várias lesões nos joelhos. No ano passado, ele entrou em campo em 45 partidas até que sofreu uma intervenção no joelho para a retirada de um corpo estranho.

Fonte: O Tempo - Super FC