Destino de Romário pode ser o futebol norte-americano

20/03/2006 às 15h50 - FUTEBOL

Contratado pelo Miami Futebol Clube, o meia tetracampeão Zinho pretende levar o Baixinho para os Estados Unidos e o acerto pode ocorrer nos próximos dias. Sem clima para continuar no Vasco, Romário encontra grande rejeição para voltar ao Flamengo e ao Fluminense.

Zinho assinou na semana passada contrato por um ano com o Miami. E a função do ex-jogador do Nova Iguaçu não será apenas dentro de campo, mas também fora das quatro linhas ajudando a comissão técnica a escolher jogadores.

\"Vou ajudar na tentativa de levar a população de Miami a comparecer aos jogos e divulgar o futebol na cidade. É um trabalho parecido com o que fiz no Nova Iguaçu. Hoje o Nova Iguaçu já é uma realidade, todo mundo na cidade conhece o clube\", disse Zinho ao site oficial do time da Baixada Fluminense na semana passada.

Zinho voltará aos Estados Unidos no dia 7 de abril para escolher a escola das filhas e a nova casa. De quebra, pode levar o Baixinho para reforçar o Miami no novo projeto.

O treinador do Miami, equipe fundada em 2005, é o brasileiro Chiquinho de Assis, ex-treinador das categorias de base do Vitória-BA. O auxiliar é o ex-jogador colombiano Luis Carlos Perea. O elenco conta com nomes desconhecidos do público brasileiro como Mario \"\"El Loco\"\" Rodriguez (Guatemala), Onandi Lowe and Sean Fraser (Jamaica) e Stephane Guillaume (Haiti). Há ainda atletas da Bolívia, México, Honduras, Cuba e Estados Unidos.

Segundo o jornal norte-americano Miami Herald, a diretoria do Miami espera uma média de 5 mil torcedores por partida da United Soccer League (USL), liga que competirá com a mais conhecida Major League Soccer (MLS).

Fonte: O Dia