Detalhes da sessão da Junta Deliberativa nesta quarta (29)

29/07/2020 às 19h35 - CLUBE

Em sessão realizada na tarde desta quarta-feira, a Junta Deliberativa Eleitoral do Vasco, por maioria, definiu lista com 8.807 sócios aptos a voto. Três presidentes de poder aprovaram a listagem. O voto de Roberto Monteiro, do Conselho Deliberativo, foi acompanhado por Silvio Godoi, do Conselho de Beneméritos, e por Faués Cherene Jassus, o Mussa, da Assembleia Geral. Presidente da Diretoria Administrativa, Alexandre Campello foi o único voto contrário.

O Uol publicou primeiramente o resultado da Junta, e o GloboEsporte.com confirmou.

Edmílson Valentim, do Conselho Fiscal, se absteve da votação por não ter tido acesso a informações financeiras da listagem apresentada por Alexandre Campello e também em função de fazer parte da Junta de Recurso.

Confira a decisão da Junta Deliberativa abaixo:

"Em respeito aos associados do Club de Regatas Vasco da Gama, que solicitam celeridade do processo preparatório para A.G.E., mas sem abrir mão da transparência, nem das disposições estatutárias e regimentais, a Junta Deliberativa DECIDIU aprovar a título precário e com ressalvas a lista de sócios aptos a compor e participar da A.G.E., considerando a exiguidade de tempo para analisar, minuciosamente, um relatório com informações financeiras que foi entregue por, decisão judicial, aos integrantes desta Junta, há poucos dias e que, em determinadas situações, poderá implicar em mudanças na mencionada lista".

Próximos passos: sócios podem pedir impugnação a partir de segunda-feira

A lista com 8.807 associados aptos a voto será publicada na secretaria do clube na próxima segunda-feira. Os associados terão cinco dias para entrarem com pedidos de impugnação.

Para analisar estes possíveis pedidos, há uma Junta de Recurso, formada por Edmílson Valentim, presidente do Conselho Fiscal, Rafael Landa (vice), Otto Carvalho e Faués Cherene Jassus. O grupo tem cinco dias para validar ou não eventuais solicitações.

Nesta quinta-feira, há a expectativa de que Mussa publique um comunicado oficializando o dia 25 de agosto como a data da Assembleia Geral Extraordinária, na qual os associados vão decidir em caráter definitivo se a reforma estatutária e as eleições diretas passam ou não.

Ainda não ficou esclarecido se as duas pautas serão votadas ou não. Nesta quarta, Mussa fez referência apenas às eleições diretas.

Para que a AGE aconteça de fato em 25 de agosto, Mussa deve publicar o edital de convocação no máximo até o próximo dia 15.
 

Ação de nulidade movida por conselheiro e sócio-geral

Também nesta quarta-feira, o conselheiro Carlos Fonseca e o associado Ronaldo Figueiredo Ribeiro entraram com pedido de "ação declaratória de nulidade com pedido de tutela provisória de urgência" sobre as decisões da Junta Deliberativa Eleitoral do Vasco. A ação foi noticiada primeiramente pelo portal "Esporte News Mundo".

Fonseca e Ronaldo pedem a anulação das decisões da Junta, que definiu a exclusão de sócios anistiados e inclusão de remidos, benfeitores remidos e da categoria campeão.

Ronaldo Figueiredo Ribeiro é anistiado. A questão da anistia, aliás, foi amplamente discutida durante reunião do Conselho Deliberativo na última terça, quando a maioria disse sim à ata que trata reforma estatutária como aprovada.

Fonte: Globoesporte.com