Dinheiro liberado pelo TRT só poderá ser usado para pagar impostos

21/07/2018 às 11h41 - CLUBE

Dinheiro estava num fundo judicial e foi liberado por decisão do TRT da 2ª região. Com isso, clube poderá conseguir CND, necessária para ter acesso a patrocínio estatal

Vasco deu um passo importante para obter a Certidão Negativa de Débito (CND), condição para conseguir patrocínios estatatais. Nesta semana, o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª região desbloqueou R$ 30 milhões que estavam num depósito judicial, conforme revelou a coluna de Ancelmo Góis, no jornal "O Globo".

O dinheiro só pode ser usado para pagar impostos. Com ele, o clube conseguirá se manter no Profut e terá a possibilidade de quitar dívidas fiscais para obter a CND. O documento atesta que o Vasco não tem dívidas fiscais com o governo federal, liberando assim a possibilidade de obter patrocínio - a Caixa Econômica, por exemplo, é uma opção.

Na sexta-feira, o presidente Alexandre Campello viajou a Belo Horizonte para se reunir com uma agência de marketing, discutindo possibilidades de patrocínio. Até dezembro do ano passado, o clube tinha uma parceria com a Caixa, que estampava a marca na frente da camisa.

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br Campello
Campello

Fonte: GloboEsporte.com

Enquete

Você aprova a volta de Gilberto ao Vasco?

Deixe seu comentario Especulações Mercado