Diretoria espera ter uma definição sobre fundos de investimento até agosto

05/07/2019 às 12h53 - FUTEBOL

O presidente Alexandre Campello está na Europa em busca de soluções para a crise financeira do Vasco e para a reforma de São Januário. O dirigente viajou para conversar com um fundo de investimento para o estádio e um possível patrocinador. A ideia é voltar ao Brasil na segunda-feira.

O projeto da reforma em São Januário foi apresentado no fim de 2018. A diretoria estima que, com esta reestruturação, o clube teria receita de cerca de R$ 6 milhões mensais – o que seria a folga orçamentária que substituiria a antecipação das receitas de TV.

Em busca deste fundo de investimento, Campello viajou à Europa. Há, também, um outro fundo em mente, para a redução da dívida a curto prazo do Vasco de R$ 540 milhões para cerca de R$ 290 milhões - uma diminuição de aproximadamente 45%. Este, porém, ainda não foi discutido no Conselho Deliberativo.

A ideia é usar recebíveis das cotas de televisão como garantia para ir ao mercado e captar uma quantia que possibilite à diretoria buscar os atuais credores do Vasco – cerca de 600 – e negociar as dívidas. Ou seja, tentar pagar à vista e, com isso, conseguir um desconto. A estimativa é limpar R$ 250 milhões do passivo do clube.

A expectativa da diretoria é ter uma definição de ambos os fundos até agosto. A viagem de Alexandre Campello à Europa também serviu para negociar com um possível patrocinador, mantido em sigilo, para ajudar nas contas.

Fonte: GloboEsporte.com