"É uma honra para mim conseguir superar o Hélton", diz Lucão sobre o recorde

03/02/2020 às 16h01 - FUTEBOL

Natural de Barra Mansa e jogador do Vasco da Gama desde a temporada de 2013, o goleiro Lucão entrou para a grandiosa história cruzmaltina na tarde do último domingo (02/02). Quando a bola rolou para o duelo contra o Botafogo, no Estádio Nilton Santos, o talentoso jovem fez sua estreia entre os profissionais e se tornou o arqueiro mais jovem a atuar pelo Gigante da Colina no Século 21.

O último atleta da posição a estrear como titular tão jovem havia sido Hélton, no ano de 2000, no primeiro compromisso do Gigante da Colina no Mundial de Clubes da FIFA. Na oportunidade, o ídolo vascaíno possuía 21 anos, 07 meses e 19 dias, uma idade bastante superior a de Lucão, que jogou o clássico contra o Alvinegro com 18 anos, 11 meses e 02 dias.

- É uma honra para mim conseguir superar o Hélton, um dos maiores goleiros que defenderam a camisa do Vasco ao lado do Carlos Germano, que está no dia a dia com a gente. Ter conseguido bater esse recorde foi a realização de um sonho. Estrear no profissional e receber essa notícia foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida durante esse tempo que estou no futebol - declarou o camisa 56, acrescentando na sequência.

- Foi minha primeira oportunidade, e a experiência foi muito boa. Vinha trabalhando desde a base para conseguir essa chance e procurei aproveitá-la. O clássico é um jogo diferente, e procurei manter o foco. Fiquei sabendo que iria jogar durante a semana e me preparei bastante para esse momento. Vi alguns vídeos do time do Botafogo, até para saber como eles atacavam, batiam na bola, e simulamos todas essas situações ao longo da semana - completou.

Apesar de não ter conseguido impedir a derrota cruzmaltina, Lucão saiu de campo satisfeito, pelo bom desempenho, por ter conseguido alcançar um sonho de infância. O que deixou o promissor goleiro ainda mais feliz foi olhar para a arquibancada e ver sua mãe, Vanda Galdino.Após o apito final, quando todos os atletas cruzmaltinos foram na direção do vestiário, ele fez questão de ir abraçar uma de suas principais incentivadoras. 

- Ter a minha mãe junto comigo nesse momento foi a realização de mais um sonho. Ela cuida muito bem de mim, procurou sempre me educar da melhor maneira, então o mínimo que poderia fazer era retribuir esse carinho, dizendo para todo mundo que eu a amo muito. Saber que ela estava me assistindo facilitou ajudou muito no meu rendimento dentro de campo - afirmou Lucão, sem esconder a emoção.

- Por morar em Barra Mansa, ela não conseguia estar presente em todos os meus jogos. Hoje, por estar no profissional, numa situação melhor, estou trazendo ela para ficar mais perto de mim. Pintou a oportunidade de estrear e não pensei duas vezes em trazê-la. Queria também que meu pai também estivesse aqui, para ouvir, sentir tudo, mas Deus sabe de todas as coisas. Sei que ele torceu e está sentindo orgulho de mim lá de cima - finalizou o jovem arqueiro, lembrando também do pai, Alexandre Galdino, que faleceu no final do ano passado.

As estreias dos mais jovens goleiros do Vasco da Gama no Século 21:

1º - Lucão - 18 anos, 11 meses e 02 dias- Estreia em fevereiro de 2020

02/02/2020- Botafogo 1 x 0 Vasco da Gama

Campeonato Carioca- Estádio Nilton Santos

2º- Alexander - 19 anos, 10 meses e 24 dias- Estreia em abril de 2019*

24/05/2019- Vasco da Gama 2 x 1 Santos

Copa do Brasil- Estádio de São Januário

3º- Hélton- 21 anos, 07 meses e 19 dias- Estreia em janeiro de 2000

06/01/2000- Vasco da Gama 2 x 0 South Melbourne (AUS)

Mundial de Clubes da FIFA- Estádio Maracanã

*Ao contrário de Lucão e Hélton, Alexander não estreou no profissional como titular. Ele entrou no decorrer de uma partida.

Fonte: Site oficial do Vasco