Efetivação de Ramon Menezes para o cargo de técnico é cogitada

13/03/2020 às 08h14 - FUTEBOL

Questionado se pensou em pedir demissão ontem (12) após a derrota por 1 a 0 para o Goiás, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o técnico Abel Braga fez questão de ressaltar que não tomava decisões de cabeça quente e que, se for necessário, fará o pedido ao presidente do Vasco, Alexandre Campello, "amanhã ou depois". O fato é que, passada toda a tensão do resultado e das vaias, o treinador ainda avalia como considerável a possibilidade de solicitar seu desligamento.

Ciente disso, a diretoria cruzmaltina já estuda nomes no mercado para uma eventual reposição. Um nome que tem agradado e ganhado força é o de Eduardo Barroca, atualmente no Coritiba, com passagem de destaque no Botafogo e velho conhecido em São Januário, quando foi auxiliar-técnico do clube, em 2015. A informação inicial foi dada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esporte.

Outras correntes fazem lobby pelo também ex-alvinegro Jair Ventura. Há ainda os que defendem uma oportunidade ao auxiliar-técnico fixo Ramon Menezes, ex-jogador e ídolo do clube que está na função desde o ano passado. No início de 2020 ele concluiu um dos módulos do curso de treinadores da CBF.

Sem clima

Um ponto que pode ser preponderante para a saída de Abel é o clima que já se torna quase insustentável perante à torcida. O treinador é vaiado desde sua primeira partida no comando, no empate com o Bangu, na estreia na Taça Guanabara.

Dos 13 jogos disputados, em muito poucos ele passou ileso aos protestos dos vascaínos nas arquibancadas.

Além dos torcedores, o técnico também já encontra resistência interna perante a alguns dirigentes e conselheiros do clube, que defendem uma mudança antes do início do Campeonato Brasileiro.

O Vasco tem treino marcado para a tarde desta sexta-feira (13) no CT do Almirante.

Fonte: UOL Esporte