Elenco acompanhou a vitória do Brasil diante do México na Copa do Mundo

02/07/2018 às 20h12 - FUTEBOL

Depois de suar a camisa pela manhã e acompanhar a vitória da Seleção Brasileira sobre o México na Copa do Mundo, o elenco cruzmaltino voltou a trabalhar na tarde desta segunda-feira (02/07) no Centro de Treinamento João Havelange, em Pinheiral. O treinador Jorginho promoveu uma atividade tática e começou a definir a equipe para a partida contra o Bahia, o primeiro desafio do Gigante da Colina no segundo semestre. 

Derrotado por 3 a 0 em Salvador, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o Vasco da Gama precisa vencer por quatro gols de diferença para seguir vivo na importante competição nacional. Na disputa por um vaga entre os titulares, o zagueiro Ricardo reconheceu que a tarefa não é fácil, mas  garantiu que Almirante não jogou toalha, prometendo entrega total do grupo na busca pelo resultado positivo.

- O Bahia construiu um placar, tem uma vantagem boa, mas se eles conseguiram esse resultado em Salvador, nós também temos totais condições de fazer isso em São Januário. Temos que nos impor dentro da nossa casa, ir para cima deles, marcar pressão e tentar fazer o primeiro gol, se possível no início. Não adianta entrar em campo pensando em fazer três. Temos que dar um passo de cada vez, ter cabeça boa e jogar de forma equilibrada - disse o camisa 14.

Em sua primeira entrevista coletiva, o prata da casa valorizou o período de concentração e destacou a privacidade oferecida pelo local escolhido para treinamentos em Pinheiral. Ricardo também não escondeu a satisfação ao falar sobre a excelente campanha feita pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo, revelando ser admirador do futebol de Thiago Silva.

- É a segunda vez que tenho a oportunidade de vir aqui. É um lugar bem reservado, bastante calmo, acho bem legal. É óbvio que todos nós gostaríamos de estar próximo dos nossos familiares, mas sabemos a importância desse período. Todo mundo aqui se gosta e curte estar junto. O nosso grupo é unido demais e está focado em dar o melhor para honrar a camisa do Vasco - afirmou Ricardo, acrescentando em seguida.

- O sistema defensivo todo está muito bem. O Thiago Silva é um dos meus maiores ídolos. Posso dizer que hoje é a minha maior referência. Ele tem feito uma grande Copa do Mundo e na minha opinião merece ser o capitão da nossa Seleção até o final - conclui o zagueiro.

Foto: Site Oficial do Vasco Ricardo Graça
Ricardo Graça

Fonte: Site oficial do Vasco

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario