Elenco voltará a treinar nesta terça e depois viajará para Salvador

07/05/2018 às 12h06 - FUTEBOL

Após a invasão do treino de sexta-feira, os ecos da situação política do Vasco chegaram pouco aos jogadores. Foi o que Werley garantiu em entrevista coletiva nesta segunda, no CT das Vargens. O zagueiro afirmou que o presidente Alexandre Campello se reuniu com o elenco antes do jogo com o América-MG para dar apoio.

- O presidente foi no nosso lanche, na concentração, na sexta-feira. Cumprimentou todo mundo, desejou uma boa noite e que fizéssemos uma grande partida. Temos nos sentido resguardados por todos. Não nos falta nada – disse Werley.

A vitória sobre o América-MG por 4 a 1, no último sábado, é vista como um exemplo pelo zagueiro para aliviar a pressão no Vasco. Werley acredita que só com triunfos o futebol conseguirá se blindar.

- Sabemos que vai haver pressão. É inevitável. Você só vive tranquilo no futebol com vitórias. Na derrota não valemos nada. O que aconteceu na sexta-feira nos deixou chateados, mas nossos seguranças nos protegeram. Esse assunto (política) a gente nem toca. Falamos mais de jogo, de família – completou.

O próximo jogo do Vasco é contra o Bahia, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, em Salvador. O time volta a treinar na terça, em São Januário, e viaja à tarde para a partida.

Enquanto isso, Alexandre Campello costura apoios para se sustentar politicamente. Seu principal grupo de trabalho, o “Identidade Vasco”, rompeu relações – 13 vice-presidentes entregaram seus cargos no sábado.

Foto: Carlos Gregório JrObservado por Werley, Zé Ricardo orienta Henrique
Observado por Werley, Zé Ricardo orienta Henrique

Fonte: GloboEsporte.com

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario