Em apenas dois jogos, time de Ramon Menezes passa boa impressão

06/07/2020 às 08h12 - FUTEBOL

Foram apenas dois jogos, mas suficientes para passar uma boa impressão. Efetivado ao cargo de treinador, Ramon Menezes foi bem avaliado e ganhou prestígio interno no Vasco para o período de preparação visando o Campeonato Brasileiro que se inicia, provavelmente, em agosto.

Mais do que as duas vitórias, o técnico ganhou elogios pela postura da equipe em campo e o certo padrão de jogo já apresentado.

Ramon apostou num 4-3-3 ofensivo e com variações, dependendo das situações de ataque ou defesa. O treinador, por exemplo, posicionou o lateral esquerdo Henrique quase como um terceiro zagueiro, o que deu mais liberdade a Yago Pikachu para fazer uma dobradinha com o ligeiro atacante Vinícius pelo setor direito.

Outra aposta do ídolo vascaíno foi o jovem zagueiro Ricardo Graça para formar a dupla de zaga com o experiente Leandro Castan, mesmo os dois sendo canhotos.

"Está sendo normal (a adaptação ao lado direito). Desde o início o Ramon me passou confiança. A gente tem treinado bastante, estou jogando ao lado do Castan, que facilita bastante a minha vida, e do Pikachu. Quando você recebe confiança do treinador e do grupo, as coisas tendem a melhorar. Óbvio que é uma adaptação, e eu estou trabalhando para dar o meu melhor e ajudar o Vasco", disse Graça à Vasco TV após a vitória por 1 a 0 sobre o Madureira.

Ramon ainda depositou confiança em jogadores contestados pela torcida, mas que apresentaram bons rendimentos, casos de Fellipe Bastos - que tem sido titular enquanto Guarín não retorna - e Bruno César, que disputa vaga com o argentino Benítez e entrou bem no segundo tempo das duas partidas.

Jogos-treinos

Eliminado do Campeonato Carioca precocemente mesmo tendo feito seu papel nas duas partidas em que esteve no comando (antes da pandemia o treinador foi Abel Braga), Ramon Menezes pretende realizar jogos-treinos mesmo ciente das dificuldades impostas pelo coronavírus. Pela frente, além do Campeonato Brasileiro, o Vasco tem a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana na temporada.

"Vamos conversar com a diretoria. Lógico que é importante a gente pensar em situação de jogo-treino. Vamos trabalhar muito nesse período. Acho que tudo se resume ao trabalho. Em pouco tempo, já houve mudança de comportamento e a compreensão de uma ideia. Estou muito confiante para a sequência, sei que competições importantes e difíceis estão por vir. Temos o Brasileiro, que é super difícil e importante. A Copa do Brasil, em que já saímos atrás e que vamos ter que fazer grande jogo contra o Goiás. E a Sul-Americana, que se tiver, temos condições de fazer grande competição", declarou à Vasco TV.

Fonte: UOL Esporte