Em clima de protesto, Campello foi xingado pela torcida vascaína no Castelão

02/12/2018 às 20h09 - TORCIDA

O sentimento foi de alívio para as torcidas de Fluminense e Vasco após os resultados da rodada deste domingo que mantiveram as equipes na Série A do Campeonato Brasileiro, mesmo assim os presidentes dos respectivos clubes não foram poupados dos duros xingamentos depois que as partidas se encerraram.

No Maracanã, onde o Tricolor venceu o América-MG por 1 a 0 com gol de Richard, os torcedores pediram a renúncia de Pedro Abad, que já tem uma sessão aberta para votação de um possível impeachment da presidência.

Por conta do clima hostil que o dirigente já havia enfrentado na eliminação da Copa Sul-Americana, o dirigente deixou o camarote e viu o jogo em uma cabine de imprensa do Maracanã. Ele acompanhou a partida ao lado de Fabiano Camargo, vice de futebol do Fluminense.

Em Fortaleza (CE), no mesmo horário, o presidente cruzmaltino, Alexandre Campello, foi lembrado pelos vascaínos que compareceram ao estádio Castelão. Tão logo o árbitro decretou o fim do jogo que terminou empatado em 0 a 0 (veja alguns lances abaixo), o cartola foi xingado em alto e bom som.

Campello esteve junto da delegação e, antes da partida, chegou a interceder com a organização do estádio por torcedores do Vasco que alegavam terem ingressos em mãos e estavam impedidos de acessar o local.

Com o término da 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ficou em 12º lugar com 45 pontos e garantiu uma vaga na Copa Sul-Americana. Já o Vasco se estabeleceu na 16ª colocação a apenas um ponto da zona de rebaixamento.

Fonte: UOL

Especulação

Especulado

Você aprova a contratação de Jhonny Lucas?

Especulações Mercado