Entenda com mais detalhes o pedido de anulação das eleições, pela SV

18/06/2018 às 19h31 - POLÍTICA

Mesmo com a votação da eleição vascaína tendo ocorrido em novembro do ano passado, desdobramentos seguem acontecendo. Desta vez o advogado Alan Belaciano, ligado ao ex-candidato Julio Brant, entrou com um pedido de tutela provisória para anular o pleito alegando fraudes no processo.

No documento há ainda a solicitação para que ocorra um afastamento imediato dos 30 conselheiros eleitos pela Chapa Azul de Eurico Miranda, segunda colocada nas eleições; que haja uma exclusão da Chapa Azul e de todos os seus integrantes do processo eleitoral com a ata sendo retificada; que ocorra uma posse imediata dos 30 conselheiros da chapa branca (de Fernando Horta); que sejam declarados nulos todos os atos praticados pelo Conselho Deliberativo que tomou posse no dia 19 de janeiro; que o atual presidente da Assembleia Geral, Faues Jassus, convoque novas eleições em no máximo 60 dias; e que sejam proibidos de participar da pretendida nova eleição todos os integrantes da chapa azul, de Eurico Miranda.

Opositores de Brant, porém, questionam alguns pontos da ação, como por exemplo, o item que cita o presidente da Assembleia Geral, já que, na avaliação deles, há uma contradição pois se tem o pedido pela anulação da eleição, o cargo de Faues Jassus passaria a não valer. votos dos correligionários de Eurico Miranda.

Fonte: UOL

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario